Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Brasil registra número recorde de mortes pela COVID-19 em 24 horas

© Folhapress / Edmar Barros/Futura PressCaixão com o corpo de vítima da COVID-19, é retirado por agentes funerários com a ajuda de familiar de hospital na cidade de Lábrea, no Amazonas.
Caixão com o corpo de vítima da COVID-19, é retirado por agentes funerários com a ajuda de familiar de hospital na cidade de  Lábrea, no Amazonas. - Sputnik Brasil, 1920, 25.02.2021
Nos siga no
O Brasil registrou nesta quinta-feira (25) o maior número de mortes causadas em 24 horas pela COVID-19: foram 1.582 óbitos em decorrência da pandemia.

O número supera em 28 mortes o recorde anterior, registrado em 29 de julho do ano passado, de 1.554 óbitos. No total, já são 251.661 mortes causadas pela COVID-19 no Brasil desde o início da pandemia.

A marca negativa leva a mais um recorde: a maior média móvel já registrada no Brasil, que havia sido registrada nesta quarta-feira (24), com 1.129, está ainda maior. Agora, é como se 1.150 pessoas tivessem morrido no país pela COVID-19 em cada um dos últimos sete dias.

Os números são do consórcio de imprensa, que informou também que 67.878 novos casos de infecção pelo novo coronavírus foram registrados nas últimas 24 horas. O total de casos no Brasil é de 10.393.886.

Já o balanço da vacinação mostra que 6.338.137 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a COVID-19 no Brasil, o que representa 2,99% da população brasileira. A segunda dose já foi aplicada em 1.750.781 pessoas (0,83% da população do país). No total, 8.088.918 doses foram aplicadas.

© AP Photo / Silvia IzquierdoHomens carregam caixa com vacina contra a COVID-19 em Niterói (RJ), 22 de fevereiro de 2021
Brasil registra número recorde de mortes pela COVID-19 em 24 horas - Sputnik Brasil, 1920, 25.02.2021
Homens carregam caixa com vacina contra a COVID-19 em Niterói (RJ), 22 de fevereiro de 2021

Nesta quinta-feira (25), dois estados do Brasil anunciaram estar perto do limite de operação nos hospitais públicos. O secretário de Saúde de Santa Catarina, André Motta, disse que o sistema de saúde do estado está "entrando em colapso"

Já a secretária da Saúde do Rio Grande do Sul, Arita Bergmann, disse que "não haverá leitos, especialmente de UTI, para atender a demanda, que é crescente" no estado.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала