Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta segunda-feira, 22 de fevereiro

© REUTERS / Carla CarnielManifestante durante ato contra o presidente Jair Bolsonaro, em São Paulo, 20 de fevereiro de 2021
Manifestante durante ato contra o presidente Jair Bolsonaro, em São Paulo, 20 de fevereiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 22.02.2021
Nos siga no
Bom dia! A Sputnik Brasil está de olho nas notícias mais importantes desta segunda-feira (22), marcada pelas mais de quatro mil famílias desalojadas no Acre, pelo pedido de reabertura de investigações sobre morte de Malcolm X e pedido de "reset" nas relações entre EUA e China.

Ministro do Desenvolvimento anuncia apoio ao Acre

Neste domingo (21), o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, informou que o governo vai enviar missão para o Acre, a fim de avaliar a necessidade da declaração de situação de emergência. Cerca de 4.400 famílias estão desalojadas e 2.027 desabrigadas no estado, em função do transbordamento de rios, informou o portal G1. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 120 mil pessoas foram atingidas pelas enchentes. O estado ainda sofre com a piora nas situações epidemiológicas de dengue e COVID-19. No Brasil, foram confirmadas mais 1.038 mortes e 29.035 casos de COVID-19, totalizando 246.560 óbitos e 10.167.300 de diagnósticos da doença, segundo consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

© Sérgio Vale/ SecomEnchente no Acre
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta segunda-feira, 22 de fevereiro  - Sputnik Brasil, 1920, 22.02.2021
Enchente no Acre

STF identificou financiamento estrangeiro de campanhas contra instituições brasileiras

Neste domingo (21), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, revelou que a corte identificou financiamento internacional de campanhas contra instituições brasileiras durante as investigações do inquérito das "fake news". Em entrevista à rede Bandeirantes, Toffoli identificou "financiamento internacional a atores que usam as redes sociais para fazerem campanhas contra as instituições brasileiras, em especial o STF e o Congresso Nacional". Segundo ele, "não é um grupo de malucos. Há uma organização por trás disso, que ataca inclusive a imprensa tradicional e séria". A revelação foi feita durante investigações do inquérito das "fake news", comandado pelo ministro Alexandre de Moraes, que teria autorizado Toffoli a alertar a imprensa.

© REUTERS / Ueslei MarcelinoManifestante durante ato pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro, em Brasília, 21 de fevereiro de 2021
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta segunda-feira, 22 de fevereiro  - Sputnik Brasil, 1920, 22.02.2021
Manifestante durante ato pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro, em Brasília, 21 de fevereiro de 2021

Após apagão, contas de energia chegam a US$ 17 mil no Texas

Neste domingo (21), o governador do estado norte-americano do Texas, Greg Abbott, suspendeu temporariamente o envio de contas de energia para consumidores do estado. A medida foi adotada após moradores receberem contas de até U$ 17 mil (cerca de R$ 91 mil), após onda de frio rigoroso que derrubou as temperaturas na região, reportou a Fox News. Durante a crise climática, as empresas de eletricidade do estado não foram capazes de atender à demanda e impuseram racionamento de energia. O governador disse estudar maneiras de impedir que as empresas de energia e água cortem fornecimento aos moradores inadimplentes.

© REUTERS / Cooper NeillNorte-americanos acendem velas durante racionamento de energia, em Fort Worth, Texas, EUA, 20 de fevereiro de 2021
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta segunda-feira, 22 de fevereiro  - Sputnik Brasil, 1920, 22.02.2021
Norte-americanos acendem velas durante racionamento de energia, em Fort Worth, Texas, EUA, 20 de fevereiro de 2021

Família de Malcolm X pede reabertura de investigações

As filhas do ativista norte-americano Malcolm X, assassinado em 1965, pediram reabertura das investigações acerca da morte de seu pai, após novas informações revelarem a participação da polícia de Nova York e do Departamento Federal de Investigação (FBI, na sigla em inglês) no incidente. Em carta de despedida, o ex-policial Raymond Wood revelou ter recebido ordem para garantir que Malcolm X estaria sem sua equipe de segurança no dia do assassinato, reportou a Reuters. Três pessoas foram condenadas pela morte de Malcolm X, uma delas já falecida e as outras duas cumprindo pena em liberdade condicional. "Qualquer evidência que traga mais detalhes sobre a verdade por trás dessa terrível tragédia deve ser investigada cuidadosamente", disse uma das filhas de Malcolm X, Ilyasah Shabazz.

© AP Photo / Frank Franklin IIPedestre passa por muro com imagens do ex-presidente dos EUA, Barack Obama, e do líder Malcolm X, no Harlem, Nova York (foto de arquivo)
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta segunda-feira, 22 de fevereiro  - Sputnik Brasil, 1920, 22.02.2021
Pedestre passa por muro com imagens do ex-presidente dos EUA, Barack Obama, e do líder Malcolm X, no Harlem, Nova York (foto de arquivo)

Embaixador da China pede 'reset' nas relações entre Washington e Pequim

Nesta segunda-feira (22), o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, disse que a China e os EUA devem cooperar em áreas como combate à pandemia da COVID-19 e às mudanças climáticas. Segundo ele, a China está "pronta para estabelecer comunicações sinceras" com os EUA após "praticamente todos os canais de diálogo bilaterais" terem sido cortados durante a administração Trump. Wang ainda pediu o fim da política de sanções e tarifas comerciais entre as duas maiores economias do mundo.

© REUTERS / Shubing WangMinistro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, discursa em Pequim, China, 22 de fevereiro de 2021
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta segunda-feira, 22 de fevereiro  - Sputnik Brasil, 1920, 22.02.2021
Ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, discursa em Pequim, China, 22 de fevereiro de 2021

Acordo nuclear: Irã e AIEA chegam à solução temporária para inspecionar instalações

Neste domingo (21), a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e o Irã chegaram a uma "solução temporária" para facilitar o acesso de inspetores a instalações nucleares. O entendimento é essencial para o sucesso das negociações sobre o reingresso dos EUA no acordo, que visa limitar o programa nuclear iraniano em troca do alívio de sanções econômicas. De acordo com o diretor da agência, Rafael Grossi, o "entendimento técnico temporário" garante "menos acesso" às instalações do que a agência considera o ideal, mas "salva a situação por ora". Nesta terça-feira (23), nova lei iraniana que acelera as atividades nucleares no país deve entrar em vigor, conforme decisão adotada em dezembro pelo parlamento do país.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала