Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Biden promete esforço para 'erradicar' o câncer nos EUA, após derrotar a COVID-19

© REUTERS / Kevin LamarquePresidente dos EUA, Joe Biden, durante reunião com líderes democratas na Casa Branca, Washington, EUA, 5 de fevereiro de 2021
Presidente dos EUA, Joe Biden, durante reunião com líderes democratas na Casa Branca, Washington, EUA, 5 de fevereiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 19.02.2021
Nos siga no
Nesta sexta-feira (19), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, prometeu que seu governo fará um esforço conjunto para erradicar o câncer no país assim que a pandemia do coronavírus for derrotada.

Biden, que perdeu seu filho mais velho, Beau, para o câncer, prometeu reunir os principais cientistas do país para um esforço de pesquisa avançada sobre o câncer semelhante à DARPA, a Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa do Pentágono.

"Quero que vocês saibam que, assim que derrotarmos a COVID-19, faremos tudo o que pudermos para eliminar o câncer como o conhecemos", disse Biden em declaração pública durante uma visita a uma fábrica de vacinas da Pfizer em Kalamazoo, no estado norte-americano do Michigan.

Citada por Biden, a DARPA é uma agência responsável pelo desenvolvimento de tecnologias inovadoras para uso militar. O presidente norte-americano disse acreditar que os EUA estarão próximos da normalidade até o final deste ano, apesar de dizer que "não pode assumir esse compromisso".

© REUTERS / Jonathan ErnstPresidente dos EUA, Joe Biden, adota novas restrições para combater a COVID-19, em Washington, EUA, 21 de janeiro de 2021
Biden promete esforço para 'erradicar' o câncer nos EUA, após derrotar a COVID-19 - Sputnik Brasil, 1920, 19.02.2021
Presidente dos EUA, Joe Biden, adota novas restrições para combater a COVID-19, em Washington, EUA, 21 de janeiro de 2021

O presidente dos EUA reiterou que seu governo pretende fornecer 600 milhões de doses de uma vacina contra o novo coronavírus até o final de julho deste ano, o suficiente para vacinar todos os cidadãos norte-americanos. Apesar disso, afirmou que pode levar mais tempo para administrar a aplicação das doses.

Os EUA são o país mais impactado pela pandemia da COVID-19. Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, o país tem quase 28 milhões de casos confirmados de COVID-19 e mais de 495 mil mortes causadas pela doença. Conforme o painel do site Our World in Data, os EUA são também o país com mais pessoas vacinadas em números absolutos. Cerca de 57,8 milhões de norte-americanos receberam pelo menos a primeira dose de uma vacina contra o novo coronavírus.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала