Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Oposição síria deve libertar territórios de grupos terroristas, diz representante oficial russo

© Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia Militares russos durante operações de desminagem na cidade síria de Palmira (foto de arquivo)
Militares russos durante operações de desminagem na cidade síria de Palmira (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 16.02.2021
Nos siga no
Na reunião internacional sobre a Síria que começa hoje (16) em Sochi, Rússia, serão discutidos os temas do terrorismo, retorno dos refugiados, libertação de prisioneiros e situação econômica síria.

A reunião de três países do grupo de Astana (Rússia, Turquia e Irã) e de representantes da oposição e do governo sírios decorrerá até amanhã (17) na cidade de Sochi, sul da Rússia.

As delegações da Rússia, Turquia e Irã, e também da oposição e do governo sírios, já chegaram a Sochi, informou o representante especial do presidente da Rússia para a Síria, Aleksandr Lavrentiev.

"O que queremos alcançar na próxima reunião? Antes de mais, é preciso fazer um balanço, ver onde estamos agora, estabelecer linhas orientadoras reais e começar a implementá-las. Gostaria de salientar que pretendemos impulsionar não o 'processo de Astana', mas o processo da regularização síria", declarou Lavrentiev.

A oposição síria deve assumir o controle da situação e libertar os territórios de grupos terroristas, disse ele.

"Acho que o momento já chegou e que é hora de a oposição síria tentar tomar controle da situação em suas mãos e libertar esses territórios de organizações terroristas. Isso contribuiria bastante para a estabilização da situação não apenas na zona de desescalada de Idlib, mas em todo o território sírio", afirmou Lavrentiev.

A situação na Síria nos últimos meses permanece "preocupante", no país estão sendo ativadas "células adormecidas" do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em outros países). É preciso de fazer tudo para "evitar uma nova escalação do conflito armado", afirmou Lavrentiev.

O representante especial sublinhou que o "formato de Astana" permanece "o único mecanismo que permite tomar decisões e encontrar caminhos para a solução da crise síria".

© Sputnik / Evgeny Biyatov / Abrir o banco de imagensParticipantes da 15ª Reunião Internacional sobre Síria no formato Astana
Oposição síria deve libertar territórios de grupos terroristas, diz representante oficial russo - Sputnik Brasil, 1920, 16.02.2021
Participantes da 15ª Reunião Internacional sobre Síria no formato Astana

A reunião foi adiada algumas vezes devido à pandemia do coronavírus. Inicialmente, tinha sido marcada para setembro no Cazaquistão, mas não chegou a ser realizada por causa das restrições ligadas à COVID-19.

Lavrentiev acrescentou que a delegação das Nações Unidas encabeçada pelo enviado especial para a Síria, Geir Pedersen, também já está em Sochi.

"Além disso, chegaram as delegações do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, e também do Comitê Internacional da Cruz Vermelha. Vieram igualmente os observadores da Jordânia, do Iraque e do Líbano", afirmou o representante especial russo.

Os Estados Unidos se recusaram a assistir à reunião em Sochi como observadores, afirmou.

"Também enviamos um convite aos nossos parceiros americanos para participarem da conferência, mas infelizmente, foi rejeitado. Atualmente, os norte-americanos estão ocupados com assuntos internos e, aparentemente, ainda não decidiram sua posição em relação à Síria", disse Lavrentiev aos jornalistas.

O conflito na Síria continua desde 2011. No fim de 2017 foi declarada a vitória sob o grupo terrorista Daesh na Síria e Iraque. No entanto, em algumas regiões do país os combates contra grupos terroristas ainda continuam.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала