Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Chade diz que enviará 1.200 soldados para zona de fronteira com Mali, Níger e Burkina Faso

© AP Photo / Jerome DelayForças da Nigéria e do Chade participam de exercício conjunto coordenado pelos EUA, com objetivo de combater ameaça terrorista na região do Sahel, na África central
Forças da Nigéria e do Chade participam de exercício conjunto coordenado pelos EUA, com objetivo de combater ameaça terrorista na região do Sahel, na África central - Sputnik Brasil, 1920, 15.02.2021
Nos siga no
O presidente do Chade, Idriss Déby Itno, escreveu no Twitter nesta segunda-feira (15) que enviaria 1.200 soldados para a zona das "três fronteiras" entre Níger, Mali e Burkina Faso.

Idriss explicou que a ação é parte da luta do grupo G5 Sahel — grupo de países formado por Burkina Faso, Chade, Mali, Mauritânia e Níger — contra os jihadistas na região.

​Este é o lugar para saudar e agradecer o compromisso de todos os nossos parceiros internacionais que estão trabalhando para fortalecer as capacidades operacionais das nossas Forças Armadas nacionais e da Força Conjunta G5 Sahel, através do envio de contingentes armados e logística.

Burkina Faso, Chade, Mali, Mauritânia, Níger e França estão conversando sobre o futuro de sua campanha contra os insurgentes que assolam a região do Sahel, que, de acordo com a ONU, matou milhares e desabrigou mais de 2 milhões de pessoas.

​Os ministros da Defesa do grupo regional visitaram as tropas programadas para o destacamento no seu posto atual na cidade nigeriana de N'Guigmi, perto da fronteira com o Chade, mostrou a televisão estatal do país, segundo publicou a AFP.

O Chade prometeu repetidamente enviar tropas para a região das "três fronteiras", mas sem seguir adiante com o plano até o momento.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала