Premiê japonês lamenta falta de acordo de paz com a Rússia sobre disputa territorial

© AFP 2022 / Yoshikazu TSUNOYoshihide Suga, secretário de gabinete do Japão, durante coletiva de imprensa
Yoshihide Suga, secretário de gabinete do Japão, durante coletiva de imprensa - Sputnik Brasil, 1920, 07.02.2021
Nos siga noTelegram
Neste domingo (7), o primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, lamentou durante discurso que não haja um acordo de paz firmado com a Rússia em relação à disputa territorial das Ilhas Curilas.

O primeiro-ministro discursou na convenção nacional anual para a recuperação dos chamados "Territórios do Norte", um evento realizado todos os anos no Japão em 7 de fevereiro. Este ano, não há convidados presentes na convenção por causa da COVID-19, segundo organizadores disseram à Sputnik.

"A situação em que, apesar do fato de que 75 anos se passaram [desde o fim da Segunda Guerra Mundial], o problema dos Territórios do Norte não foi resolvido e um tratado de paz não foi concluído entre o Japão e a Rússia, é muito lamentável. Em setembro do ano passado, pouco depois de me tornar primeiro-ministro, conversamos por telefone com o presidente [russo] [Vladimir] Putin e concordamos em continuar o diálogo, inclusive sobre a conclusão de um tratado de paz", disse Suga neste domingo (7).

O premiê japonês salientou que o fato de a convenção ser realizada, apesar da pandemia, "tem um significado profundo". Já o ministro das Relações Exteriores do Japão, Toshimitsu Motegi, disse na convenção que a disputa territorial continua sendo o maior problema nas relações russo-japonesas e precisa ser resolvida o mais rápido possível. Motegi disse que pretende continuar as negociações com a Rússia "com base na posição fundamental sobre a necessidade de resolver a disputa territorial e concluir um tratado de paz".

© Sputnik / Andrei Shapran / Abrir o banco de imagensIlha russa Kunashir, no arquipélago das Ilhas Curilas
Premiê japonês lamenta falta de acordo de paz com a Rússia sobre disputa territorial - Sputnik Brasil, 1920, 07.02.2021
Ilha russa Kunashir, no arquipélago das Ilhas Curilas

O Japão reivindica da Rússia o controle das ilhas Iturup, Kunashir, Shikotan e Habomai no arquipélago das Ilhas Curilas, que os japoneses chamam de "Territórios do Norte". A Rússia defende que sua soberania sobre as ilhas, que se tornaram parte da União Soviética após a Segunda Guerra Mundial, é indiscutível.

Em janeiro deste ano, Suga disse que o Japão fará esforços para fortalecer as relações bilaterais com a Rússia, inclusive encerrando a disputa territorial e assinando um tratado de paz.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала