Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Descobrem 1.200 lentes gravitacionais, fenômeno provavelmente causado por massas de matéria escura

Galáxia GAL-CLUS-022058s - Sputnik Brasil, 1920, 04.02.2021
Nos siga no
Uma equipe de pesquisa em colaboração com físicos do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley descobriu, usando inteligência artificial, mais de 1.200 possíveis lentes gravitacionais – objetos que podem ser marcadores para a distribuição de matéria escura.

Uma lente gravitacional é formada devido a uma distorção no espaço-tempo causada pela presença de um corpo de grande massa entre um objeto e o observador. Elas foram previstas na teoria da relatividade geral de Albert Einstein antes de serem observadas pelos telescópios.

Todas as lentes foram descobertas graças ao uso de uma forma de inteligência artificial conhecida como redes neurais residuais profundas e são consideradas candidatos fortes, ou seja, exibem efeitos de lente muito visíveis.

As lentes gravitacionais permitem aos astrônomos explorar as questões mais profundas do Universo, incluindo a natureza da matéria escura e o valor da constante de Hubble que define a expansão do Universo.

© AP Photo / NASAFoto provida pela NASA demonstra galáxia espiral barrada (imagem referencial)
Descobrem 1.200 lentes gravitacionais, fenômeno provavelmente causado por massas de matéria escura - Sputnik Brasil, 1920, 04.02.2021
Foto provida pela NASA demonstra galáxia espiral barrada (imagem referencial)

Estes fenômenos nos podem fornecer informações sobre a contribuição da matéria escura naqueles objetos distantes e refletidos, uma vez que apenas podemos evidenciar a matéria escura através de seus efeitos gravitacionais na matéria visível.

Isso pode ajudar a desvendar um dos maiores mistérios do Universo, sendo que a matéria escura é responsável por cerca de 85% da massa total do Universo, escreve portal Phys.org.

Estas lentes são difíceis de detectar – os cientistas do Laboratório Berkeley estimam que apenas uma em cada 10.000 galáxias mostram evidências de lentes gravitacionais fortes, é por isso que a descoberta de 1.200 lentes é tão importante.

"Na verdade, pensei que passariam muitos anos antes que alguém encontrasse tantas lentes gravitacionais. É simplesmente incrível saber que você está vendo, muito claramente, o próprio espaço sendo deformado por um objeto maciço", disse David Schlegel, físico do Laboratório Berkeley que participou do estudo que está disponível no portal de pré-impressão arXiv.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала