Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Evidência em Júpiter quente revela propriedade que permite planetas abrigarem vida

CC BY 2.0 / Kevin Gill / Hot JupiterJúpiter quente (imagem ilustrativa)
Júpiter quente (imagem ilustrativa) - Sputnik Brasil, 1920, 03.02.2021
Nos siga no
Uma equipe de astrônomos encontrou evidência de hidreto de cromo no exoplaneta WASP-31b, no qual a temperatura e a pressão correspondentes estão no limite entre o líquido e o gás, como a chuva e as nuvens.

Uma das propriedades que permite a um planeta abrigar vida é a presença de um ciclo meteorológico.

A evidência de hidreto de cromo na atmosfera do exoplaneta WASP-31b foi encontrada por Marrick Braam, autor do estudo, e seus colegas de equipe, nos dados do telescópio Hubble.

O WASP-31b, tem uma temperatura aproximada de 1200 graus Celsius na zona crepuscular entre o dia e a noite, onde a luz das estrelas viaja através da atmosfera até a Terra, segundo o portal Phys.org. 

"O hidreto de cromo poderia desempenhar um papel em um possível sistema meteorológico neste planeta, com nuvens e chuva", afirmou Braam.

De acordo com um estudo publicado pela Astronomy & Astrophysics, os astrônomos foram capazes de deduzir, através dos espectros de transmissão, que o hidreto de cromo se encontra na atmosfera de um exoplaneta.

Os exoplanetas estão muito longes para serem observados diretamente, porém, os astrônomos puderam buscar substâncias que tornam possível um sistema meteorológico.

Apesar de mostrar a existência de uma condição para a vida, este tipo de pesquisa está limitada aos planetas gigantes próximos de suas estrelas, chamados de Júpiter quente.

Estes planetas são quentes demais para abrigar vida, porém, podem indicar o funcionamento dos possíveis sistemas meteorológicos.

De acordo com o coautor do estudo, Michiel Min, os Júpiter quentes, incluindo o WASP-31b, sempre possuem o mesmo lado perante sua estrela anfitriã.

"Sendo assim, esperamos um lado diurno com hidreto de cromo em forma gasosa e um lado noturno com hidreto de cromo líquido. Segundo os modelos teóricos, a grande diferença de temperatura cria ventos fortes. Queremos confirmar isso", ressaltou.

Esta é a primeira vez que um hidreto de cromo é encontrado em um Júpiter quente.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала