Moscou diz que posição do Ocidente sobre Navalny representa interferência nos assuntos russos

© Sputnik / Yevgeny Biyatov / Abrir o banco de imagensBriefing da representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, em Moscou (arquivo)
Briefing da representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, em Moscou (arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 02.02.2021
Nos siga noTelegram
A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, comentou os apelos dos países ocidentais para libertar o opositor russo Aleksei Navalny, condenado a três anos e seis meses de prisão nesta terça-feira (2).

A diplomata russa criticou as declarações de países ocidentais, afirmando que não deve haver interferência nos assuntos internos de um Estado soberano.

"Por algumas semanas, estivemos em uma situação de comentários e respostas a tais ataques e declarações. Não há necessidade de interferir nos assuntos internos de um Estado soberano. E recomendamos a todos que lidem com seus próprios problemas. Acreditem, e eu acho que vocês sabem disso, não são poucos os problemas semelhantes que existem nestes países, eles têm do que se ocupar", disse Zakharova em pronunciamento.

Nesta terça-feira (2), um correspondente da Sputnik informou que mais de 15 funcionários de embaixadas de diferentes países, incluindo europeus, chegaram ao Tribunal de Moscou para a audiência sobre a substituição da pena suspensa de Navalny pela prisão efetiva.

© REUTERS / Polina IvanovaAleksei Navalny, opositor russo, a bordo do avião em Berlim, Alemanha, antes da partida para Moscou, capital da Rússia,17 de janeiro de 2021
Moscou diz que posição do Ocidente sobre Navalny representa interferência nos assuntos russos - Sputnik Brasil, 1920, 02.02.2021
Aleksei Navalny, opositor russo, a bordo do avião em Berlim, Alemanha, antes da partida para Moscou, capital da Rússia,17 de janeiro de 2021

Zakharova afirmou que a presença de diplomatas estrangeiros no julgamento do caso Navalny é uma interferência nos assuntos internos da Rússia e uma explicitação das tentativas do Ocidente de conter a Rússia.

Aleksei Navalny foi detido em 17 de janeiro no aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou, assim que retornou da Alemanha, onde foi tratado por suposto envenenamento. Após a prisão, seus apoiadores realizaram protestos não autorizados pelo país no último fim de semana. Nesta terça-feira (2), o opositor russo foi condenado pelo Tribunal de Moscou a cumprir dois anos e oito meses de prisão, considerando que parte da pena de três anos e meio já foi cumprida em regime domiciliar. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала