Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Mastigação teria surgido há 380 milhões de anos graças ao peixe-jacaré, revela estudo (FOTOS)

© Foto / Pixabay / PublicDomainPictures Mandíbula de um animal antigo (imagem referencial)
Mandíbula de um animal antigo (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 02.02.2021
Nos siga no
Esse é um ato que a maioria de nós fazemos sem pensarmos muito, mas a nossa capacidade de mastigar comida pode ter surgido graças a um peixe antigo, segundo novo estudo.

Segundo artigo publicado na revista cientifica Proceedings of the National Academy of Sciences, pesquisadores afirmam que a mastigação teria surgido 380 milhões de anos atrás em um peixe antigo que foi capaz tanto de morder como de chupar sua presa.

Nomeado por Tiktaalik roseae, a espécie foi parecida com o jacaré gar (também conhecido como peixe-jacaré), que se encontra principalmente nos rios de água doce nos EUA.

CC BY-SA 3.0 / Greg Hume / O jacaré gar tem semelhanças com o peixe antigo Tiktaalik roseae
Mastigação teria surgido há 380 milhões de anos graças ao peixe-jacaré, revela estudo (FOTOS) - Sputnik Brasil, 1920, 02.02.2021
O jacaré gar tem semelhanças com o peixe antigo Tiktaalik roseae
Os pesquisadores da Universidade do Chicago (EUA) escavaram os restos da espécie na ilha Ellesmere, no Ártico do Canadá, e analisaram o fóssil para definir seu lugar na árvore genealógica de nosso planeta.

O fóssil fornece a primeira evidência que a mordedura e o consumo à base de mastigação originaram em animais aquáticos, e foi adaptado posteriormente pelos descendentes terrestres.

A capacidade mudou o curso da evolução na Terra, incluindo seres humanos, uma vez que comer carne crua é possível graças aos nossos dentes e rostos comparativamente pequenos.

Tiktaalik foi meio-peixe e meio-tetrápode, ou seja, animais com quatro membros que incluem os seres humanos. Por conta disso, a criatura foi apelidada de "vagem de peixe", em uma comparação à abertura das mandíbulas, que é comparada a abertura de vagens, que se abrem com a boca humana.

Ele tinha o crânio plano semelhante a de um crocodilo e estava "bem no auge da transição da vida em água para a vida na terra", disse o autor sênior do estudo, professor Neil Shubin.

© Foto / Justin B. Lemberg / Universidade do ChicagoComparação dos crânios de Tiktaalik roseae (acima) com o do jacaré gar (abaixo)
Mastigação teria surgido há 380 milhões de anos graças ao peixe-jacaré, revela estudo (FOTOS) - Sputnik Brasil, 1920, 02.02.2021
Comparação dos crânios de Tiktaalik roseae (acima) com o do jacaré gar (abaixo)

"A análise dos restos lançou nova luz sobre as características da vida inicial na Terra", disse o primeiro autor do estudo, dr. Justin Lemberg, adicionando que "a água diferencia do ar, sendo mais densa e viscosa. Isto teria criado problemas únicos para animais que se moviam da água para terra pela primeira vez".

A maioria dos vertebrados marinhos usam "sucção" para capturar a presa. Mas, explica o especialista, "a alimentação através de sucção é ineficaz em terra, porque isto já não funciona à distância e é difícil produzir a pressão necessária para atrair algo [...] Então, os vertebrados tiveram que recorrer a outros métodos para capturar presas".

Escaneando o crânio em detalhes, os pesquisadores identificaram "articulações deslizantes". As semelhanças entre o jacaré gar e o Tiktaalik mostram que este peixe antigo comeu de maneira igual a do jacaré, indicando que a capacidade de morder e mastigar surgiu muitos anos atrás, antes ainda de animais terem colonizado a terra.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала