EUA voltam a implantar 4 bombardeiros B-52 no Indo-Pacífico em meio a tensões com China

© Giancarlo CasemUm B-52H Stratofortress pertencente ao 419º Esquadrão de Testes de Voo passando por procedimentos de preparação de voo na Base Aérea de Edwards, Califórnia
Um B-52H Stratofortress pertencente ao 419º Esquadrão de Testes de Voo passando por procedimentos de preparação de voo na Base Aérea de Edwards, Califórnia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Quatro bombardeiros estratégicos B-52 dos EUA regressaram à Base Aérea de Andersen, em Guam, no Pacífico, após três anos de ausência, para conduzir missões de dissuasão na região do Indo-Pacífico.

"Em 28 de janeiro, quatro B-52H Stratofortress da Força Aérea dos EUA retornaram à região do Indo-Pacífico, para uma força-tarefa de bombardeiros e conduzir operações ao largo da Base Aérea de Andersen, em Guam", informa um comunicado da base aérea.

As aeronaves participarão de missões de dissuasão estratégica junto com vários aliados e parceiros dos EUA na referida região.

© Foto / Força Aérea dos EUA; Sgt. Robert J. HorstmanUm bombardeiro estratégico B-52 com seu jogo de munições (foto de arquivo)
EUA voltam a implantar 4 bombardeiros B-52 no Indo-Pacífico em meio a tensões com China - Sputnik Brasil
Um bombardeiro estratégico B-52 com seu jogo de munições (foto de arquivo)

Os bombardeiros B-52 tinham sido enviados para Guam pela última vez em dezembro de 2018.

O comunicado ressalta ainda que os EUA continuam trabalhando com os aliados e parceiros na região para conter a China.

No passado sábado (23), o porta-aviões USS Theodore Roosevelt, acompanhado por outros três navios de guerra, entrou nas águas do mar do Sul da China, cuja maior parte é reivindicada por Pequim.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала