Portugal pode ficar sem leitos de UTI para pacientes com a COVID-19

© Sputnik / Caroline RibeiroSurto de COVID-19 atingiu 139 dos 169 refugiados que viviam em um hostel lotado em Lisboa no mês de abril de 2020
Surto de COVID-19 atingiu 139 dos 169 refugiados que viviam em um hostel lotado em Lisboa no mês de abril de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Portugal informou neste sábado (30) que tinha apenas sete leitos vagos em unidades de terapia intensiva (UTIs) instaladas para casos de COVID-19.

O país enfrenta um surto de infecções tão intenso que as autoridades precisaram enviar alguns pacientes em estado grave para as ilhas portuguesas, escreve a Reuters.

Dados do Ministério da Saúde mostraram que, dos 850 leitos de UTI alocados para casos de COVID-19, um recorde de 843 leitos já estavam ocupados. O país de 10 milhões de pessoas tem 420 leitos de UTI adicionais para pacientes com outras doenças.

​O ministério disse que o número de infecções diárias foi de 12.435, caindo em relação ao recorde de quinta-feira (21), enquanto houve 293 mortes.

Portugal, que até agora registrou um total de 12.179 mortes e 711.018 casos de COVID-19, tem a maior média nos últimos sete dias de casos e mortes per capita do mundo.

© AP Photo / Armando FrancaRestaurante em uma rua em Lisboa, em meio às medidas de distanciamento social introduzidas no país por causa da pandemia da COVID-19, 4 de novembro de 2020
Portugal pode ficar sem leitos de UTI para pacientes com a COVID-19 - Sputnik Brasil
Restaurante em uma rua em Lisboa, em meio às medidas de distanciamento social introduzidas no país por causa da pandemia da COVID-19, 4 de novembro de 2020

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала