Ex-chanceler da Dinamarca: Rússia recupera status de superpotência militar

© Sputnik / Vitaly Timkiv / Abrir o banco de imagensSistema de defesa antiaérea autopropulsada Tunguska nas competições militares Céu Limpo 2019
Sistema de defesa antiaérea autopropulsada Tunguska nas competições militares Céu Limpo 2019 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Sob a presidência de Vladimir Putin, a Rússia conseguiu recuperar o status de superpotência militar, afirmou ex-chanceler da Dinamarca.

Uffe Ellemann-Jensen, ex-ministro das Relações Exteriores da Dinamarca, escreveu em artigo ao jornal Berlingske que a Rússia recuperou status de superpotência militar.

"Todos os 20 e poucos anos em que Putin governa a Rússia, o país tenta recuperar status de superpotência miliar. E em muitos aspectos o conseguiu", escreveu Ellemann-Jensen.

Em primeiro lugar, o ex-chanceler dinamarquês destacou as Forças Terrestres modernizadas e bem treinadas da Rússia, que mostraram eficácia na Síria. Além disso, Ellemann-Jensen elogiou a modernização da Força Aeroespacial russa e, em particular, os sistemas de defesa antiaérea.

A Rússia é uma superpotência devido ao arsenal nuclear, segundo ex-chanceler da Dinamarca.

"Em número de ogivas, a Rússia ainda é uma das maiores potências nucleares do mundo", afirmou Ellemann-Jensen.

No entanto, o autor sublinhou que o complexo militar-industrial russo tem "pontos fracos", que são compensados pela potência de outras esferas russas. Ellemann-Jensen deu exemplo da Marinha russa que seria inadequada para grandes operações no oceano, embora os submarinos russos sejam modernos e bem armados.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала