Australiano sobrevive a ataque de crocodilo tirando cabeça de dentro das mandíbulas da fera

Nos siga noTelegram
Homem sobreviveu a um ataque de crocodilo no norte da Austrália removendo as mandíbulas do réptil de sua cabeça, segundo funcionários de saúde de Queensland.

Um australiano de 44 anos contou aos médicos que estava nadando no lago Placid, em Queensland, quando foi atacado por um crocodilo-de-água-salgada de "1,5 a dois metros de comprimento", de acordo com a BBC.

A vítima foi levada ao hospital com múltiplas "pequenas lacerações", tendo tido muita sorte de escapar do crocodilo sem ferimentos mais graves. O paramédico Paul Sweeney afirmou que a vítima do ataque estava "incrivelmente calma" quando a equipe de emergência chegou ao lago para socorrê-lo na quinta-feira (28).

"O que ele nos disse foi que um crocodilo havia mordido sua cabeça e, para remover as mandíbulas do crocodilo, colocou as mãos [dentro da boca do réptil] para tentar separá-las. No processo de remoção das mãos, as mandíbulas se fecharam no dedo indicador", contou Sweeney a repórteres, citado pela mídia.

Sweeney acrescentou que, após o ataque, o australiano nadou uma distância considerável de volta à costa, arrastando-se para a margem. Mais tarde, foi levado para o Hospital Cairns, onde um funcionário contou à BBC que a vítima estaria em condição estável.

O australiano, que teve o nome preservado, há oito anos nada no lago do ataque três vezes por semana, e logo "não ficaria surpreso se ele se aventurar nessas águas novamente para fazer exercício", comentou o paramédico.

O Departamento do Meio Ambiente de Queensland informou que enviaria guardas-florestais ao lago Placid "para obter mais informações sobre a natureza do ataque e qualquer ação de gestão adicional necessária".
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала