- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Preso há quase 5 meses na Rússia, Eduardo Fauzi tem pedido de asilo político recusado

© Foto / DivulgaçãoEduardo Fauzi, suspeito do ataque com coquetéis molotov à produtora Porta dos Fundos, antes de ser preso, na Rússia
Eduardo Fauzi, suspeito do ataque com coquetéis molotov à produtora Porta dos Fundos, antes de ser preso, na Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O brasileiro Eduardo Fauzi, que foi preso na cidade russa de Ekaterinburgo acusado como um dos participantes do ataque contra a produtora Porta dos Fundos, teve pedido de asilo político negado na Rússia.

Eduardo Fauzi Richard Cerquise não receberá asilo político na Rússia, segundo comunicou a jornalistas a chefe do Departamento de Migração do Ministério do Interior da Rússia da região de Sverdlovsk, Olga Petrova.

"Em relação a este cidadão, a decisão não foi tomada, porque a Federação da Rússia não tem fundamentos para conceder-lhe asilo político", afirmou Petrova.

Após ser identificado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro como um dos cinco autores do atentado ao prédio da produtora Porta dos Fundos, Eduardo Fauzi foi preso por solicitação da Interpol em 4 de setembro de 2020, quando desembarcou no Aeroporto de Ekaterinburgo, região russa onde se encontra preso até então.

O ataque com coquetéis molotov contra a produtora Porta dos Fundos aconteceu em 24 de dezembro de 2019, na véspera do Natal, e teria sido motivado pelo especial natalino lançado dias antes na Netflix, no qual é sugerido que Jesus Cristo seria homossexual, o que revoltou setores religiosos e conservadores no Brasil.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала