UE ameaça barrar exportação de vacinas enquanto demanda europeia não for suprida

© REUTERS . Olivier Hoslet/Pool via REUTERSA alemã Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia
A alemã Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A União Europeia (UE) está pressionando as empresas que desenvolvem vacinas contra a COVID-19 a cumprirem seus contratos assinados com a Europa. A subida de tom contra as farmacêuticas veio acompanhada da ameaça de barrar a exportação de vacinas para outros países.
"A Europa investiu bilhões para desenvolver as primeiras vacinas e criar um verdadeiro bem comum global. Agora as empresas devem cumprir suas promessas. Elas precisam honrar suas obrigações", disse nesta terça-feira (26) a presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen, em vídeo, no Fórum Econômico de Davos.

O endurecimento de posição veio dias depois de a UE acusar a AstraZeneca de não garantir a entrega das vacinas contra o novo coronavírus sem uma explicação válida. A farmacêutica alega que os atrasos foram causados por queda no ritmo da produção.

O bloco também já expressou descontentamento com os atrasos na entrega da vacina da Pfizer/BioNTech. Tanto as vacinas da Pfizer/BioNTech quanto as da AstraZeneca são produzidas na Europa.

© REUTERS / Dado RuvicFrascos com adesivo dizendo "COVID-19 / Vacina contra coronavírus / Somente injeção" e uma seringa perto do logotipo da AstraZeneca, 31 de outubro de 2020
UE ameaça barrar exportação de vacinas enquanto demanda europeia não for suprida - Sputnik Brasil
Frascos com adesivo dizendo "COVID-19 / Vacina contra coronavírus / Somente injeção" e uma seringa perto do logotipo da AstraZeneca, 31 de outubro de 2020

A UE acertou a compra de 300 milhões de doses da AstraZeneca, com a opção de estender o acordo para mais 100 milhões de injeções extras. No final da semana passada, no entanto, a farmacêutica disse estar planejando reduzir o primeiro contingente de 80 milhões para 31 milhões.

Depois de reuniões e telefonemas, o nível de desconfiança da UE com a empresa só aumentou. "Vemos que as doses estão sendo distribuídas em outros lugares e sabemos que assinamos um acordo", disse o porta-voz da Comissão Europeia, Eric Mamer, conforme informado pela AP.

Diante da situação, a UE estuda impor um sistema de controles rígidos de exportação de todas as vacinas contra o novo coronavírus produzidas dentro do bloco. Os críticos da medida dizem que isso pode levar à proibição das exportações enquanto a UE não receber sua cota total. A Comissão Europeia afirma que, com a medida, basicamente monitoraria se as empresas respeitam seus compromissos com o bloco europeu.

© AP Photo / Armando FrancaEnfermeiras portuguesas segurando caixas de Styrofoam para recolher doses da vacina da Pfizer/BioNTech contra COVID-19 para serem distribuídas nos hospitais de Lisboa
UE ameaça barrar exportação de vacinas enquanto demanda europeia não for suprida - Sputnik Brasil
Enfermeiras portuguesas segurando caixas de Styrofoam para recolher doses da vacina da Pfizer/BioNTech contra COVID-19 para serem distribuídas nos hospitais de Lisboa

Também nesta terça-feira (26), o presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, criticou os países ricos de estarem adquirindo vacinas em excesso – e deixando os países em desenvolvimento e pobre sem estoque. "Não estaremos todos seguros se alguns países estiverem vacinando seu povo e outros não", disse Ramaphosa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала