Nicolás Maduro denuncia 'ataque terrorista' a gasoduto no leste da Venezuela

© Sputnik / Carolina Cabral / Abrir o banco de imagensNicolás Maduro, presidente da Venezuela
Nicolás Maduro, presidente da Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, denunciou neste sábado (23) um "ataque terrorista" a um gasoduto no leste do país. O incidente provocou um incêndio, que foi posteriormente controlado. Maduro falou em "tentativa de impedir as operações de refino do país".

O presidente não deu detalhes sobre o local e as consequências do incidente durante seu discurso, nem a companhia venezuelana PDVSA informou sobre o incêndio para saber se houve feridos ou danos materiais.

Em, vídeo, presidente da República Nicolás Maduro: "Hoje [23] sofremos um atentado terrorista no gasoduto Oriente que pretendia afetar o abastecimento de gás do país.

​"Um incêndio que, neste momento, controlado pelos trabalhadores da [estatal petroleira] PDVSA, teve o intuito de afetar o abastecimento de gás do país, afetar o abastecimento de gás à refinaria", disse Maduro em ato político transmitido pelas redes sociais.

Embora o país tenha as maiores reservas de petróleo do mundo, o circuito de refino da Venezuela opera há meses com menos de um terço de sua capacidade devido a problemas em suas unidades: falta de petróleo bruto e falta de peças para manutenção.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала