União Europeia exigirá testes negativos de COVID-19 para viajantes de fora do bloco

© REUTERS . Olivier Hoslet/Pool via REUTERSA alemã Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia
A alemã Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A União Europeia planeja introduzir a exigência de testes de detecção do novo coronavírus das pessoas vindas de países de fora do bloco europeu, disse, nesta quinta-feira (21), a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

A fala da presidente da Comissão Europeia aconteceu após a cúpula da União Europeia, na quinta-feira (21).

"Para aqueles que viajam de países terceiros em viagens essenciais para a Europa, nós, por exemplo, exigiríamos testes antes da partida", disse von der Leyen em coletiva.

Durante sua fala, a mandatária acrescentou que a UE terá mais doses da vacina contra a COVID-19 do que o necessário nos próximos meses e poderá propor um mecanismo de compartilhamento da vacina com países de fora do bloco europeu.

A vacinação contra a COVID-19 já teve início nos países da UE. Na Itália, França, Espanha e Alemanha, os países mais afetados pela pandemia em números absolutos de mortes no bloco europeu, cerca de 4,4 milhões de pessoas foram vacinadas contra a doença causada pelo novo coronavírus, segundo os dados do site Our World in Data.

© REUTERS . REMO CASILLIProfissional da saúde fazendo atendimento domiciliar a uma idosa suspeita de ter contraído a COVID-19 em Roma, Itália, no dia 3 de dezembro de 2020
União Europeia exigirá testes negativos de COVID-19 para viajantes de fora do bloco - Sputnik Brasil
Profissional da saúde fazendo atendimento domiciliar a uma idosa suspeita de ter contraído a COVID-19 em Roma, Itália, no dia 3 de dezembro de 2020

Esses países estão entre os mais impactados pelo novo coronavírus no mundo. A Itália tem 84,2 mil mortes, a França, 72,1 óbitos, a Espanha, 55 mil mortes e a Alemanha já acumula mais de 50 mil vítimas fatais da COVID-19. Os dados são da Universidade Johns Hopkins.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto de COVID-19 como uma pandemia em 11 de março de 2020. A doença, detectada em dezembro de 2019 na China, se espalhou rapidamente pelos principais centros urbanos do mundo. Até o momento, mais de 97,3 milhões de pessoas foram infectadas pelo SARS-CoV-2 em todo o mundo, com mais de 2,08 milhões de mortes por COVID-19 confirmadas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала