Nomeada para chefiar Tesouro dos EUA quer que administração Biden pegue pesado com Rússia

© SputnikPresidente da Rússia, Vladimir Putin, durante o minuto de silêncio na Praça Vermelha
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante o minuto de silêncio na Praça Vermelha - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Janet Yellen, nomeada por Joe Biden para secretária do Tesouro, apelou, durante audiência de conformação, para que os EUA permanecessem firmes em suas sanções contra a Rússia por alegadas agressões no leste da Ucrânia e na Crimeia.

"Se confirmado, eu vou trabalhar de perto com a Casa Branca e suas outras agências em toda a administração na política dos EUA para Rússia", declarou Yellen na quinta-feira (21). "Eu me comprometo a aplicar rigorosamente as sanções contra agentes russos pela agressão territorial no leste da Ucrânia e na Crimeia, e por outras ameaças à segurança nacional dos EUA", citada pela agência Bloomberg.

Sob as administrações de Obama e de Trump, os EUA impuseram sanções contra autoridades russas e ucracianas. Após assumir recentemente a presidência, o democrata Joe Biden não parece dar sinais de querer mudar a direção norte-americana no que diz respeito à Rússia.

As relações entre Washington e Moscou têm sido tensas desde 2014, com o brotar da crise na Ucrânia, após a Crimeia ter decidido se reunificar com a Rússia. Com aliados, os EUA foram introduzindo sucessivas rodadas de sanções contra a Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала