Apesar de vacinação acelerada, Israel estende lockdown após aumento nos casos de COVID-19

© AP Photo / Maya AlleruzzoMédicos atendem um homem idoso na unidade de cuidados intensivos de coronavírus, que foi construída em uma garagem subterrânea no Sheba Medical Center, em Ramat Gan, Israel.
Médicos atendem um homem idoso na unidade de cuidados intensivos de coronavírus, que foi construída em uma garagem subterrânea no Sheba Medical Center, em Ramat Gan, Israel.  - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta terça-feira (19), o governo de Israel estendeu o terceiro lockdown do país até o dia 31 de janeiro, tendo em vista que os casos diários de COVID-19 continuam aumentando, apesar do início da vacinação.

Dos nove milhões de cidadãos israelenses, mais de 2,2 milhões de pessoas já receberam a primeira dose da vacina contra a COVID-19 da Pfizer/BioNtech, o maior índice de vacinação no mundo, segundo os dados do site Our World in Data.

Apesar do avanço rápido da vacinação no país, Israel ainda não conseguiu conter a segunda onda do novo coronavírus, que levou a recordes de mortes diárias e casos registrados no país. Na segunda-feira (18), o Ministério da Saúde israelense registrou um número recorde de casos: 10.051.

"O governo decidiu estender o lockdown por mais dez dias, até 31 de janeiro de 2021", disseram o gabinete do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu e o Ministério da Saúde de Israel em um comunicado conjunto.

Além disso, a partir do sábado (23), os viajantes que chegarem ao país deverão apresentar exames negativos para o novo coronavírus, feitos no mínimo 72 horas antes do voo.

© AP Photo / Oded BaliltyIsraelense segura seringa gigante durante manifestação contra o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu perto de sua residência oficial em Jerusalém, Israel, 9 de janeiro de 2021
Apesar de vacinação acelerada, Israel estende lockdown após aumento nos casos de COVID-19 - Sputnik Brasil
Israelense segura seringa gigante durante manifestação contra o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu perto de sua residência oficial em Jerusalém, Israel, 9 de janeiro de 2021

O terceiro lockdown nacional israelense entrou em vigor em 27 de dezembro e deveria durar duas semanas. As pessoas no país estão proibidas de sair de casa por distâncias superiores a um quilômetro, exceto para necessidades excepcionais. As visitas a outras famílias também foram proibidas. Além disso, foram introduzidas restrições para serviços de comércio e lazer no país.

Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, Israel registra hoje um total de 565.629 casos de COVID-19 e 4.080 mortes causadas pela doença.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала