- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Pesquisa XP/Ipespe: rejeição a Bolsonaro sobe 5 pontos e chega a 40%

© REUTERS / Adriano MachadoPresidente Jair Bolsonaro olha para o céu durante cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília, 12 de janeiro de 2021
Presidente Jair Bolsonaro olha para o céu durante cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília, 12 de janeiro de 2021 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta segunda-feira (18), uma pesquisa da XP/Ipespe mostrou que a popularidade do presidente brasileiro Jair Bolsonaro (sem partido) segue recuando.

Segundo os dados da rodada de janeiro da pesquisa, conforme publicado pelo site da revista Veja, a porcentagem de brasileiros que considera o governo Bolsonaro ruim ou péssimo subiu de 35% para 40%. A cifra se aproxima dos números observados no início da pandemia, em abril de 2020.

Já entre os que consideram o governo ótimo ou bom a avaliação caiu seis pontos percentuais, de 38% para 32%. Essa foi a primeira vez desde maio que a pesquisa registrou queda entre os apoiadores e aumento entre os críticos do governo Bolsonaro. No histórico da pesquisa é também a primeira vez desde julho de 2020 que a avaliação negativa superou a positiva.

© REUTERS / Bruno KellyMoradores de Manaus durante enterro de parente vítima da COVID-19, no cemitério Parque Taruma, na capital do Amazonas, Manaus, Brasil, 17 de janeiro de 2021
Pesquisa XP/Ipespe: rejeição a Bolsonaro sobe 5 pontos e chega a 40% - Sputnik Brasil
Moradores de Manaus durante enterro de parente vítima da COVID-19, no cemitério Parque Taruma, na capital do Amazonas, Manaus, Brasil, 17 de janeiro de 2021

A pesquisa ainda questionou os entrevistados sobre o enfrentamento da pandemia. Segundo a XP/Ipespe, o índice de pessoas que consideram a gestão Bolsonaro ruim ou péssima na pandemia subiu quatro pontos e chegou a 52%.

A abrangência da pesquisa ainda não revela dados após o colapso do sistema de saúde no Amazonas e a aprovação das vacinas contra a COVID-19, CoronaVac e Covishield, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A pesquisa ouviu 1.000 pessoas em todo o país entre os dias 11 e 14 de janeiro, com margem de erro de 3,2 pontos percentuais.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала