EUA: homem é detido com arma próximo a perímetro de segurança em Washington

© Sputnik / Stringer / Abrir o banco de imagensPolícia durante protestos dos apoiadores do atual presidente dos EUA Donald Trump perto do edifício do Congresso, Washington, EUA
Polícia durante protestos dos apoiadores do atual presidente dos EUA Donald Trump perto do edifício do Congresso, Washington, EUA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A polícia da capital dos EUA prendeu um homem com uma arma e 500 cartuchos de munição em um posto de controle instalado em torno do perímetro de segurança estabelecido para a posse do presidente eleito Joe Biden.

A agência de notícias Associated Press informou neste sábado (16) que o detido se chama Wesley Allen Beeler e foi acusado de portar uma arma sem autorização após ser parado em um posto de controle próximo do Capitólio na sexta-feira (15).

De acordo com o inquérito do caso, Beeler se aproximou do posto de controle e apresentou uma credencial "inválida" para transitar naquela área. Logo depois, um oficial percebeu que ele tinha "adesivos relacionados a armas de fogo" em seu veículo e perguntou se ele tinha alguma arma.

Beeler revelou aos policiais que havia uma arma guardada sob o encosto de braço do carro e a polícia o deteve no local. Os agentes fizeram buscas no carro e encontraram uma pistola 9 mm carregada, além de mais de 500 cartuchos de munição. Além disso, as autoridades disseram que ele não tinha licença para portar a arma em Washington. 

O jornal The New York Times informou neste sábado (16) que, segundo uma autoridade federal que não quis se identificar porque não tinha autorização para falar sobre o caso, Beeler era um prestador de serviços do governo federal e sua credencial era legítima, mas não foi reconhecida pelo policial.

A publicação nova-iorquina acrescentou que Paul Beeler, pai do homem detido, contou em uma entrevista que seu filho fazia parte da equipe de segurança que trabalha ao lado da Polícia do Capitólio e da Guarda Nacional e ele provavelmente deixou sua arma pessoal dentro do carro.

Segundo o NYT, Wesley Beeler tem uma licença ativa para atuar como segurança privado no estado da Virgínia e possui permissão para portar pistola, espingarda e fuzil enquanto estiver de serviço.

A prisão acontece em meio ao aumento das medidas de segurança em torno da capital do Estados Unidos para a posse do presidente eleito Joe Biden na próxima quarta-feira (20). As autoridades endureceram os protocolos de segurança pois há indícios de que alguns apoiadores radicais do presidente Donald Trump - que não aceitam sua derrota - planejam realizar ações de protesto contra a inauguração do mandato de Biden, incentivados pela invasão ocorrida no Capitólio em 6 de janeiro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала