Paraguai registra vacina russa Sputnik V contra COVID-19, segundo RFPI

© Sputnik / Vladimir Astapkovich Caixa com vacinas Sputnik V contra a COVID-19 em aeroporto internacional de Moscou, Rússia, 2 de dezembro de 2020
Caixa com vacinas Sputnik V contra a COVID-19 em aeroporto internacional de Moscou, Rússia, 2 de dezembro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo) informou que o Paraguai registrou a vacina russa Sputnik V contra a COVID-19.

O Ministério da Saúde do Paraguai aprovou a vacina russa Sputnik V contra a COVID-19. A vacina foi registrada através do procedimento de autorização para uso emergencial, sem testes clínicos adicionais no país, informou o RFPI.

"O RFPI anuncia a aprovação da vacina russa Sputnik V contra o coronavírus pelo Ministério da Saúde do Paraguai. A vacina foi registrada através do procedimento para uso emergencial sem testes clínicos adicionais no país", comunicou.

Anteriormente, a vacina foi registrada através do mesmo procedimento na Argélia, Argentina, Bolívia, Sérvia, Palestina e Venezuela.

"O registro da vacina Sputnik V no Paraguai comprova o aumento do interesse dos países da América Latina por uma vacina russa segura e eficaz contra o coronavírus. Nós esperamos que mais países na região também a aprovem em breve e estejam prontos para criar novas parcerias para juntar esforços na luta contra a pandemia", declarou Kirill Dmitriev, diretor-geral do RFPI.

Mais de 1,5 milhão de pessoas no mundo já foram vacinadas com a Sputnik V até esta quarta-feira (13). A eficácia da Sputnik V é superior a 90%, com proteção total contra casos graves de COVID-19.

A Sputnik V foi registrada pelo Ministério da Saúde da Rússia em 11 de agosto de 2020, tornando-se a primeira vacina registrada contra COVID-19 no mundo. De acordo com o Centro Gamaleya, sua eficácia é superior a 91,4%.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала