Putin ordena vacinação em massa da população russa contra COVID-19 a partir da próxima semana

© Sputnik / RFPI e Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya / Abrir o banco de imagensFrascos da vacina Sputnik V (foto de arquivo)
Frascos da vacina Sputnik V (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta quarta-feira (13), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou o início da vacinação em massa contra a COVID-19 da população a partir da próxima semana.

"Já iniciamos a vacinação em grande escala. Na semana passada, [o primeiro-ministro russo Mikhail] Mishustin me informou que a indústria não apenas cumpriu todos os padrões e volumes prometidos, como também superou os volumes planejados de produção das vacinas. Precisamos passar da vacinação de grande escala à vacinação em massa", declarou o presidente russo, Vladimir Putin, durante reunião com membros do governo.

© Sputnik / Vladimir Astapkovich Caixa com vacinas Sputnik V contra a COVID-19 em aeroporto internacional de Moscou, Rússia, 2 de dezembro de 2020
Putin ordena vacinação em massa da população russa contra COVID-19 a partir da próxima semana - Sputnik Brasil
Caixa com vacinas Sputnik V contra a COVID-19 em aeroporto internacional de Moscou, Rússia, 2 de dezembro de 2020

Desta forma, Putin ordenou a criação de um "cronograma" com relação à vacinação em massa contra a COVID-19, assim como é feito com outras doenças, como a gripe.

Putin também afirmou que a vacina russa contra COVID-19, Sputnik V, é a melhor do mundo.

"É evidente, nós já achávamos antes e agora a prática comprova que a Sputnik V, acredito eu, é a melhor do mundo, e nenhum medicamento parecido demonstra tais níveis de proteção e de segurança. [...] Nós precisamos entender como isso vai afetar no tratamento de cepas múltiplas [...]. São necessárias pesquisas aprofundadas", adicionou.

Por fim, Putin voltou a enaltecer o trabalho e sucesso dos especialistas e cientistas russos que trabalharam no desenvolvimento da vacina Sputnik V.

A Rússia registrou oficialmente, em 11 de agosto, a primeira vacina contra a COVID-19 desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya em cooperação com o Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала