México corre para autorizar uso da Sputnik V

© Sputnik / Abrir o banco de imagensVacinação de voluntários com a vacina russa Sputnik V contra a COVID-19 na Bielorrússia
Vacinação de voluntários com a vacina russa Sputnik V contra a COVID-19 na Bielorrússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Autoridades de saúde do México afirmaram que a decisão sobre a autorização do uso da Sputnik V no país sairá em breve, uma vez que já receberam dados detalhados sobre a vacina.

O subsecretário de Prevenção e Promoção de Saúde mexicano, Hugo López-Gatell, disse nesta terça-feira (12) que o presidente do México, Andrés Manuel Lopez Obrador, instruiu as autoridades a "prosseguir rapidamente" com o processo.

"O arquivo está sendo analisado desde o fim de semana pelo COFEPRIS [agência reguladora do México] e em breve haverá uma decisão sobre a autorização para uso emergencial, como ocorreu com as outras duas vacinas", disse López-Gatell, em entrevista coletiva, segundo a Reuters.

Nesta segunda-feira (11), López-Gatell afirmou que o México está considerando adquirir 24 milhões de doses da vacina russa Sputnik V. Na semana passada, o subsecretário disse que encontrou autoridades sanitárias da Argentina, país onde o imunizante russo já está sendo utilizado. As autoridades mexicanas tiveram acesso a "todo o arquivo técnico e científico" da Sputnik V.

"É uma vacina que tem capacidade e eficácia semelhantes às das outras vacinas que foram autorizadas", afirmou o subsecretário.
© REUTERS / Agustin MarcarianVacinação contra COVID-19 na Argentina com a vacina russa Sputnik V
México corre para autorizar uso da Sputnik V - Sputnik Brasil
Vacinação contra COVID-19 na Argentina com a vacina russa Sputnik V

Caso obtenha o sinal verde, a Sputnik V será a terceira vacina a ser autorizada no México, depois dos imunizantes da Pfizer e da AstraZeneca.

Hoje, chegaram ao México 439.725 doses da vacina da Pfizer. A partir desse embarque, terá início a distribuição simultânea para hospitais em todos os 32 estados. A meta é vacinar todos os profissionais de saúde até o final de janeiro. 

Uma remessa de quase 440 mil doses da vacina da Pfizer chegou ao México nesta terça-feira (12). Esta é a maior remessa que já chegou ao país - o que significa um passo fundamental para a meta do governo de concluir a vacinação dos profissionais de saúde mexicanos ainda em janeiro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала