Turquia não vê riscos de sanções dos EUA em caso de compra de 2ª remessa de S-400

© Sputnik / Ministério da Defesa da RússiaSistemas de mísseis terra-ar S-400 Triumph
Sistemas de mísseis terra-ar S-400 Triumph - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Chefe da Gerência da Indústria de Defesa da Turquia, Ismail Demir, afirmou que sistemas de defesa antiaérea S-400 estão prontos para entrar em serviço em seu país.

Em relação à aquisição de um segundo grupo do sistema antiaéreo S-400, Demir afirmou:

"Por enquanto não foram tomadas sanções adicionais [por parte dos EUA] e não vemos risco [disso acontecer]. Se quiséssemos então um segundo complexo de S-400 chegaria hoje mesmo, mas para nós são importantes a produção conjunta e a transferência de tecnologia", publicou o canal de TV CNN Turk, citando Demir.

Além disso, a autoridade também afirmou que empresas turcas continuam trabalhando no contexto do projeto de criação dos caças de quinta geração norte-americanos F-35, apesar da decisão de Washington de excluí-las do programa.

Parceria com Rússia e sanções dos EUA

Em 2017, Ancara fechou com Moscou um contrato de compra de sistemas de defesa antiaérea S-400.

Sendo assim, a Turquia se tornou o primeiro país da OTAN a adquirir o armamento da Rússia.

A decisão de Ancara gerou uma reação negativa dos EUA, e da OTAN como um todo.

Washington mantém uma política de pressão a Turquia e outros países para que estes não obtenham os sistemas S-400, afirmando que o uso dos mesmos colocaria sob risco sistemas de armas norte-americanos usados por países terceiros.

Apesar da pressão, Turquia e Índia continuam firmes em seu projeto de aquisição e uso do equipamento.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала