Policial do Capitólio teria se suicidado após invasão em Washington

© REUTERS / Kevin DietschPoliciais do tomam posições no Congresso dos EUA enquanto os manifestantes entram no prédio durante uma sessão conjunta para certificar os resultados das eleições de 2020 no Capitólio em Washington, EUA, 6 de janeiro de 2021
Policiais do tomam posições no Congresso dos EUA enquanto os manifestantes entram no prédio durante uma sessão conjunta para certificar os resultados das eleições de 2020 no Capitólio em Washington, EUA, 6 de janeiro de 2021 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O policial Howard Liebengood pode ter cometido suicídio após a invasão do Capitólio em Washington, EUA, escreve a agência AP.

No domingo (10), as autoridades norte-americanas anunciaram a morte do policial de 51 anos, Howard Liebengood, depois da invasão do Capitólio em Washington, EUA, segundo mídia, citando duas fontes familiarizadas com o assunto.

A declaração da Polícia do Capitólio não revelou a causa da morte do policial, afirmando apenas que a morte de Liebengood ocorreu "fora de serviço".

O policial se suicidou, de acordo com fontes da AP. Não está claro se sua morte está ligada à invasão do Capitólio durantes protestos dos apoiadores de Donald Trump.

As fontes não foram autorizadas a discutir o assunto publicamente e pediram anonimato.

O oficial Liebengood tinha sido designado à Divisão do Senado e esteve com o departamento desde 2005. Ele era filho de um sargento aposentado do Senado.

Em 6 de janeiro, apoiadores de Trump invadiram o Congresso dos EUA para protestar contra a certificação dos votos do Colégio Eleitoral a favor do democrata Joe Biden. Além de depredarem o Capitólio, os invasores passaram horas confrontando a polícia, ocasionando a morte de um policial e de quatro protestantes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала