Defesa russa revela planos de rearmamento de sua defesa antiaérea em 2021

© Sputnik / Mikhail VoskresenskySistema de defesa antiaérea S-350 Vityaz se dirigindo para o centro de Moscou para um ensaio noturno da Parada da Vitória
Sistema de defesa antiaérea S-350 Vityaz se dirigindo para o centro de Moscou para um ensaio noturno da Parada da Vitória - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Defesa russa afirma que Força Aeroespacial do país rearmará seu primeiro regimento de defesa antiaérea com o sistema S-350 Vityaz, além da entrega de novas baterias S-400 e Pantsir-S.

Ainda no ano passado, a Força Aeroespacial russa recebeu quatro novos regimentos (oito baterias) de sistemas de defesa antiaérea S-400 e outros Pantsir-S.

As unidades foram posicionadas nas regiões de Sverdlovsk, Samara e Yuzhno-Sakhalinsk.

Além disso, o centro de treinamento das tropas de defesa antiaérea na região de Leningrado recebeu seu primeiro sistema S-350.

Rearmamento em 2021

Para este ano, é esperado o reequipamento do primeiro regimento de defesa antiaérea com sistemas S-350 Vityaz.

Dois novos regimentos de S-400 e 18 sistemas de mísseis Pantsir-S também serão entregues aos militares.

Um regimento de mísseis na Rússia é geralmente composto por 16 lançadores múltiplos com quatro mísseis cada um.

Sabe-se que a incorporação dos sistemas S-350 à Força Aeroespacial aumentará a eficiência do combate com mísseis de cruzeiro em até duas vezes e meia.

O sistema substituirá os S-300PS, equipados com mísseis V55R. Os novos mísseis permitem destruir alvos aéreos a uma distância superior a 120 km e a mais de 30 km de altitude.

O armamento não exige mais de cinco minutos para entrar em prontidão de combate.

Até 2028 está planejada a entrega de pelo menos 144 lançadores múltiplos S-350 às Forças Armadas da Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала