Enriquecimento de urânio: ONU apela ao Irã por manutenção de acordo nuclear

© AP Photo / ISNA, Hamid ForoutanUma usina nuclear de água pesada na cidade de Arak, Irã (Foto de arquivo)
Uma usina nuclear de água pesada na cidade de Arak, Irã (Foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Por meio de seu porta-voz, Farhan Haq, a Organização das Nações Unidas (ONU) pediu ao Irã que continue a defender o acordo nuclear de 2015 - formalmente conhecido como Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA) - após a república islâmica anunciar, nesta segunda-feira (4), que retomou o enriquecimento de urânio.

Mais cedo, nesta segunda-feira (4), o porta-voz do governo iraniano, Ali Rabiei, declarou que o Irã começou a enriquecer urânio a 20% na instalação nuclear de Fordow.

"Deixamos bem claro que acreditamos que todas as partes precisam continuar a defender o [JCPOA]", disse o porta-voz da ONU, que acrescentou que a organização apela ao Irã para que o país mantenha "os termos do JCPOA" e coopere com a Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA).

A agência confirmou mais cedo à Sputnik as informações de que o Irã passou a enriquecer urânio a 20%, como anunciado pelo governo iraniano.

© AP Photo / Brendan SmialowskiEm junho de 2015, um conjunto de países aprovou, na cidade suíça de Lausanne, o Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), que regula o programa nuclear do Irã
Enriquecimento de urânio: ONU apela ao Irã por manutenção de acordo nuclear - Sputnik Brasil
Em junho de 2015, um conjunto de países aprovou, na cidade suíça de Lausanne, o Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), que regula o programa nuclear do Irã

Em 2015, Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, França, China, Rússia e União Europeia assinaram o JCPOA junto ao Irã com o objetivo de limitar o programa nuclear iraniano temendo o desenvolvimento de armas nucleares. Em troca, o país teria sanções contra seu governo retiradas e após cinco anos teria o comércio de armas liberado.

Apesar do compromisso com o acordo, os EUA, na gestão do presidente Donald Trump, deixaram o JCPOA de forma unilateral, reimpondo sanções contra o Irã e abrindo uma nova crise política. Apesar da oposição dos outros países signatários contra a decisão norte-americana, a reimposição das sanções levou o governo iraniano a decidir retomar o enriquecimento de urânio, que alega ser para fins pacíficos.

Apreensão de navio-tanque

O porta-voz da ONU também comentou sobre a apreensão de um navio-tanque de bandeira sul-coreana no golfo Pérsico, que também ocorreu nesta segunda-feira (4). Haq disse que a ONU espera que a questão seja resolvida bilateralmente.

Mais cedo, a agência de notícias estatal iraniana Fars publicou que o Corpo da Guarda Revolucionária do Irã (IRGC) apreendeu o navio-tanque de bandeira sul-coreana no golfo Pérsico. Segundo a agência, o navio com destino aos Emirados Árabes Unidos transportava produtos químicos e foi apreendido por poluir as águas.

© REUTERS / Thaier Al-SudaniVela é posta perto dos retratos do major-general iraniano Qassem Soleimani e do líder da milícia xiita iraquiana Abu Mahdi al-Muhandis em ato de um ano do aniversário da morte de ambos durante operação dos EUA, Bagdá, Iraque
Enriquecimento de urânio: ONU apela ao Irã por manutenção de acordo nuclear - Sputnik Brasil
Vela é posta perto dos retratos do major-general iraniano Qassem Soleimani e do líder da milícia xiita iraquiana Abu Mahdi al-Muhandis em ato de um ano do aniversário da morte de ambos durante operação dos EUA, Bagdá, Iraque

Conforme publicou a agência AP, dados de satélite do rastreador em tempo real "Marine Traffic" mostram que o navio-tanque sul-coreano MT Hankuk Chemi mudou seu curso e entrou nas águas territoriais iranianas.

Tanto a apreensão do navio-tanque quanto o anúncio sobre enriquecimento de urânio ocorreram apenas um dia após o aniversário de um ano do assassinato do comandante do IRGC, Qassem Soleimani, por um ataque de drones dos EUA no Iraque.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала