Defesa de Assange agradece oferta de asilo no México, mas pede cautela: 'Não é definitivo'

© AP Photo / Alastair GrantUma vã com o poster escrito "liberdade de expressão - à exceção de crimes de guerra" e com as imagens do jornalista Julian Assange e delatora Chelsea Manning, em Londres, em abril de 2019
Uma vã com o poster escrito liberdade de expressão - à exceção de crimes de guerra e com as imagens do jornalista Julian Assange e delatora Chelsea Manning, em Londres, em abril de 2019 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A equipe jurídica de Julian Assange agradeceu a oferta de asilo político feita nesta segunda-feira (4) pelo México, mas afirmou que não pode considerar essa opção ainda, pois aguarda uma decisão final no caso do jornalista, disse o advogado de Assange à Sputnik.

O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, anunciou no início desta segunda-feira (4) que pretende oferecer asilo político ao fundador do site WikiLeaks, após um tribunal do Reino Unido barrar a extradição do jornalista aos Estados Unidos. Segundo a decisão do tribunal britânico, a extradição foi barrada por preocupações com a saúde mental de Assange.

"Obviamente são boas notícias porque mostram que a comunidade internacional veio em defesa de Julian Assange como jornalista porque seu caso é um atentado à liberdade de expressão em nível internacional", disse Aitor Martinez, o advogado de Assange, à Sputnik.
© Sputnik / Justin Griffiths-Williams / Abrir o banco de imagensApoiadora de Julian Assange durante manifestação contra sua extradição, em Londres
Defesa de Assange agradece oferta de asilo no México, mas pede cautela: 'Não é definitivo' - Sputnik Brasil
Apoiadora de Julian Assange durante manifestação contra sua extradição, em Londres

Martinez argumentou, porém, que haverá tempo para "analisar onde Julian Assange viverá e sob qual jurisdição e status" após o australiano de 49 anos ser libertado da prisão de Belmarsh, em Londres.

"Ainda não é definitivo [a decisão do tribunal] e ele não pode deixar a jurisdição britânica", acrescentou o advogado de Assange na Espanha.

Após a decisão do tribunal britânico, o Departamento de Justiça dos EUA disse estar "extremamente decepcionado" e que entraria com recurso no caso. A defesa de Assange planeja tentar garantir o direito ao pagamento de uma fiança em uma audiência na quarta-feira (6).

No Brasil, a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), se manifestou sobre o assunto em entrevista à Sputnik Brasil, classificando a decisão britânica como uma "vitória parcial" para a liberdade de imprensa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала