Trump entra com recurso na Suprema Corte para garantir a 'integridade eleitoral' em Wisconsin

© Sputnik / Leah MillisO presidente dos EUA, Donald Trump, com o juiz Brett Kavanaugh (E), indicado por ele para a Suprema Corte, na Casa Branca
O presidente dos EUA, Donald Trump, com o juiz Brett Kavanaugh (E), indicado por ele para a Suprema Corte, na Casa Branca - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Na terça-feira (29), a equipe da campanha à reeleição do presidente dos EUA, Donald Trump, solicitou à Suprema Corte que anulasse a vitória do presidente eleito Joe Biden no estado de Wisconsin.

A campanha de reeleição do presidente dos EUA, Donald Trump, entrou com recurso na Suprema Corte do país para garantir a "integridade eleitoral" em Wisconsin, contestando dessa forma os resultados da eleição presidencial no estado, que confirmou a vitória do democrata Joe Biden. A informação foi dada no Twitter.

Presidente Trump, na qualidade de candidato à reeleição, entrou com um recurso na Suprema Corte dos EUA visando garantir a integridade das eleições em Wisconsin!​

No início desta semana, a campanha de Trump pediu aos juízes da corte que declarassem a eleição de Wisconsin como "fracassada" e permitissem que a legislatura estadual, controlada pelos republicanos, indicasse os delegados no lugar daqueles que votaram em Biden.

No entanto, não está claro se o recurso será considerado porque, de acordo com as regras do Supremo Tribunal dos EUA, a campanha de Biden terá 30 dias para apresentar uma resposta, após o qual os juízes fixam a data para uma discussão sobre se ouvirão o recurso. Isso significa que Biden não é obrigado a responder até 28 de janeiro, mais de uma semana após sua posse como 46º presidente dos EUA.

Em 14 de dezembro, Biden, o candidato democrata à presidência dos EUA, recebeu 306 votos do Colégio Eleitoral, sendo exigido um mínimo de 230 para vencer a corrida presidencial, com o candidato republicano, Donald Trump se recusando repetidamente a admitir a derrota na eleição, e continuando a afirmar que Biden perdeu "por uma ampla margem em todos os seis estados-chave", e que os resultados foram manipulados.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала