Recorde: maior campo petrolífero da China produz mais de 60 milhões de toneladas de óleo em 2020

© AP Photo / Tao MingHomens trabalham no campo petrolífero de Changqing, na bacia chinesa de Erdos
Homens trabalham no campo petrolífero de Changqing, na bacia chinesa de Erdos - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A maior jazida de petróleo e gás da China se tornou a primeira do país a ultrapassar a marca de 60 milhões de toneladas na produção anual de petróleo e gás, um marco no setor de energia do país asiático.

O campo petrolífero de Changqing produziu mais de 60 milhões de toneladas de óleo, equivalente a petróleo bruto e gás natural, até o momento em 2020, atingindo assim um nível recorde, anunciou a Corporação Nacional de Petróleo da China (CNPC), citada pela agência Reuters nesta segunda-feira (28).

A produção de petróleo bruto em Changqing, na bacia chinesa de Erdos, foi de 24,52 milhões de toneladas até 27 de dezembro, enquanto a produção de gás natural totalizou 44,53 bilhões de metros cúbicos no mesmo período. O volume representa cerca de um sexto da produção do país asiático.

"Enfrentando o duplo desafio do novo coronavírus e os baixos preços do petróleo este ano, o campo petrolífero de Changqing aumentou as reservas comprovadas de petróleo e gás em 361 milhões de toneladas e 305,8 metros cúbicos, respectivamente", afirmou a CNPC, citada pela mídia.

 Ao longo de seus 50 anos de história, o campo petrolífero de Changqing desempenhou um papel importante na proteção da segurança energética do país. Forneceu gás para mais de 50 cidades no norte e noroeste da China, incluindo Pequim.

© AP Photo / Andy WongCorporação Nacional de Petróleo da China
Recorde: maior campo petrolífero da China produz mais de 60 milhões de toneladas de óleo em 2020 - Sputnik Brasil
Corporação Nacional de Petróleo da China

Como o maior produtor de gás natural da China, o campo de petróleo está contribuindo para os esforços da China na substituição do carvão por energias limpas, como gás natural e hidrelétricas, ressaltou a CNPC. Pequim prometeu atingir o pico das emissões de dióxido de carbono até 2030 e alcançar a neutralidade de carbono até 2060.

A CNPC aumentará constantemente a produção doméstica de petróleo bruto e garantirá "rápido crescimento" na produção de gás natural e "agarrará a iniciativa de segurança energética nacional".

Changqing deve aumentar sua produção anual para 68 milhões de toneladas de óleo até 2025.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала