Irã espera que os EUA deixem tensões, mas ao mesmo tempo se prepara para 'qualquer cenário'

Nos siga noTelegram
Teerã espera que Washington diminua as tensões diante da iminente mudança na administração da Casa Branca, mas diz estar pronto para "qualquer cenário".

Na segunda-feira (28), o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Saeed Khatibzadeh, afirmou que o Irã pretende estabelecer com os Estados Unidos uma comunicação com menos rivalidade, mas que ainda assim o governo iraniano está pronto para qualquer outra conjuntura.

"Estamos prontos para qualquer cenário, avaliamos todos eles, temos uma resposta adequada para cada um. Espero que nestes últimos dias antes de [o presidente dos EUA, Donald Trump] deixar a Casa Branca, eles parem de elevar as tensões", declarou Khatibzadeh, durante um briefing.

Respondendo às perguntas da mídia sobre a chegada do submarino israelense ao golfo Pérsico, onde navios de guerra norte-americanos são enviados para participar de treinos navais com parceiros regionais e de coalização, o porta-voz culpou Washington pelo aumento das tensões.

"Não procuramos tensões, mas a responsabilidade por qualquer consequência de ações arriscadas que levam a um aumento das mesmas recai sobre os EUA. Você certamente sabe que o Irã não vai brincar com ninguém quando se trata de nossos interesses e da segurança nacional", disse Khatibzadeh.

Além disso, o porta-voz negou envolvimento iraniano no ataque contra embaixada norte-americana na capital do Iraque, Bagdá, nas primeiras semanas de dezembro. Ele chamou o assassinato do major-general iraniano Qassem Soleimani no início do ano de "erro estratégico" e acusou a Europa de falhar na implementação do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês) após a saída dos EUA.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала