Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Reino Unido define China como 'desafio crônico' e Rússia como 'ameaça aguda'

© AP Photo / Marcos MorenoNavio HMS Queen Elizabeth, o maior navio de guerra já construído para a Marinha Real britânica, chega ao território britânico de Gibraltar, 9 de fevereiro de 2018
Navio HMS Queen Elizabeth, o maior navio de guerra já construído para a Marinha Real britânica, chega ao território britânico de Gibraltar, 9 de fevereiro de 2018 - Sputnik Brasil
Nos siga no
General Nick Carter, chefe da Defesa do Reino Unido, afirmou ao jornal The Times que o seu país precisa "vencer" a Rússia e a China "no jogo delas", depois de ter traçado uma estratégia um tanto enraizada na mentalidade da Guerra Fria.

Ataques cibernéticos, conflitos assimétricos e vigilância digital entram na lista de "ameaças" e "desafios" imposta ao Reino Unido e aliados por uma Rússia e China "assertivas". A lista parece ser longa, ao menos na mente do alto escalão militar britânico.

Em entrevista, o general Nick Carter definiu a Rússia como uma "ameaça aguda" e chamou a China de "desafio crônico".

O militar britânico acredita que o Reino Unido necessita de uma nova estratégia para responder ao desafio representado por China e Rússia que, segundo o general britânico, consideram o mundo uma "luta contínua sem limites", segundo escreve o jornal.

"Para ganhar, é preciso vencê-las no próprio jogo delas, e isso significa vencê-las abaixo do limiar da guerra", afirmou o general, reforçando a estratégia delineada por ele durante a Conferência do Chefe do Estado-Maior da Defesa anual, realizada na quinta-feira (17).

A estratégia exorta os militares britânicos a "pensarem em várias dimensões", o que significa ser preciso "intensificar a dimensão cibernética enquanto atenuamos nossa postura na dimensão aérea ou marítima e transmitimos um tom de agressão reduzida na dimensão da informação".

Ao mesmo tempo, Nick Carter não descartou uma guerra tradicional, dizendo que os militares britânicos devem recorrer a "todos os instrumentos de estadismo" em disposição, incluindo ideologia, política comercial e poder militar, para ganhar "a competição abaixo do limiar da guerra".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала