Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Caçadores de alienígenas detectam misterioso sinal de rádio vindo de estrela próxima

© Foto / ESA/HubbleAlpha Centauri
Alpha Centauri - Sputnik Brasil
Nos siga no
Alguns astrônomos detectaram algo raro enquanto procuravam sinais de vida extraterrestre: um sinal de rádio ainda por explicar e que parece ter origem em Proxima Centauri, a estrela mais próxima do Sol.

O sinal, batizado como BLC-1, foi registrado quando membros do grupo Breakthrough Listen – um projeto que procura por transmissões extraterrestres mais próximas – estudava a estrela Proxima Centauri com ajuda do observatório de Parkes, na Austrália.

As ondas de rádio foram captadas em observações realizadas entre abril e maio de 2019, informou The National Geographic.

Situada aproximadamente a 4,2 anos-luz do planeta Terra, a estrela Proxima Centauri tem em sua órbita planetas rochosos considerados "semelhantes à Terra", de acordo com os astrônomos. Um deles, Proxima b, está a uma determinada distância da estrela que permite a existência de água líquida, uma condição considerada essencial para o surgimento da vida.

Apesar de os astrônomos suspeitarem que o BLC-1 tenha, na realidade, origem humana, este sinal é provavelmente o evento mais misterioso que o grupo Breakthrough Listen capturou durante toda sua pesquisa por inteligência extraterrestre (SETI, na sigla em inglês).

© Foto / ESO/ NEAR CollaborationInstrumento para monitoramento do sistema estelar Alpha Centauri
Caçadores de alienígenas detectam misterioso sinal de rádio vindo de estrela próxima - Sputnik Brasil
Instrumento para monitoramento do sistema estelar Alpha Centauri

"Fala-se bastante sobre sensacionalismo na SETI. A razão de estarmos muito entusiasmados com a SETI e de lhe dedicarmos nossas carreiras é a mesma razão pela qual o público se entusiasma tanto com ela [SETI]. São extraterrestres! É impressionante!", compartilhou Andrew Siemion, pesquisador principal do grupo.

Porém, vários especialistas avisam que é quase certo que existe uma explicação simples para a origem do sinal em questão. O BLC-1 poderia estar sendo emitido de um objeto que não estivesse transmitindo seus sinais corretamente: talvez um satélite, uma aeronave, um transmissor no solo ou dispositivos eletrônicos defeituosos próximos do telescópio utilizado para a detecção.

Uma equipe de cientistas está agora trabalhando em dois artigos que descrevem as características do sinal detectado. Por enquanto ainda não há conclusões certas ou definitivas, mas caso se venha a provar que o BLC-1 é, de fato, um sinal alienígena, isso poderia significar que existem na nossa galáxia outras civilizações também com capacidade de comunicar.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала