Hong Kong deve restringir ainda mais restaurantes e anunciar novas medidas para conter coronavírus

© AP Photo / Kin CheungCarrie Lam, chefe do Executivo da região administrativa de Hong Kong, utilizando máscara para se proteger do coronavírus
Carrie Lam, chefe do Executivo da região administrativa de Hong Kong, utilizando máscara para se proteger do coronavírus - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A chefe do executivo de Hong Kong, Carrie Lam, disse que proibirá jantares em restaurantes após as 18h e anunciou novas medidas para conter o aumento de casos do novo coronavírus no território.

Lam, fez o anúncio nesta terça-feira (8) em sua coletiva de imprensa semanal. Ela disse que o governo também estudaria medidas de alívio adicionais para os afetados pelas restrições mais recentes.

"A situação é muito preocupante. Esta onda é mais complicada e mais severa do que a última. Os casos confirmados estão amplamente espalhados. Se não controlarmos de forma estrita, haverá riscos maiores. Desta vez, implementaremos medidas de supressão destinadas a limitar o fluxo de pedestres nas ruas", disse Lam aos repórteres, conforme publicado pela Reuters.

© REUTERS / LAM YIKPessoas sentadas no AIA Vitality Park para uma exibição de filme ao ar livre em Hong Kong, na China
Hong Kong deve restringir ainda mais restaurantes e anunciar novas medidas para conter coronavírus - Sputnik Brasil
Pessoas sentadas no AIA Vitality Park para uma exibição de filme ao ar livre em Hong Kong, na China

O governo já pediu aos residentes do território que fiquem em casa e limitem as reuniões a não mais de duas pessoas, enquanto a maioria dos funcionários públicos trabalha em casa.

As novas medidas a serem anunciadas incluirão o fechamento, mais uma vez, de academias e salões de beleza. Lam não forneceu detalhes ou disse quando as regras entrarão em vigor.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала