Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Parlamento venezuelano será plataforma para o diálogo de todas as forças, diz chancelaria russa

© Sputnik / Yevgeny Biyatov / Abrir o banco de imagensBriefing da representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, em Moscou (arquivo)
Briefing da representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, em Moscou (arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, declarou nesta segunda-feira (7) que Moscou parte do fato de que o parlamento renovado da Venezuela se tornará uma plataforma de diálogo de todas as forças políticas do país.

No último domingo (6), foram realizadas as eleições parlamentares da Venezuela. De acordo com dados preliminares divulgados pelo Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela, após o processamento de 82,35% das cédulas, a maioria dos votos (67,6%) foi obtida pela aliança governamental dos partidos do Grande Polo Patriótico.

"Presumimos que a renovada Assembleia Nacional se tornará uma plataforma representativa para um diálogo construtivo de todas as forças políticas na solução dos problemas que o país enfrenta, superando as divergências existentes na sociedade venezuelana no canal de negociação", disse Zakharova.

A participação nas eleições parlamentares da Venezuela foi de 31%. A contagem dos votos continua. Vários países europeus já anunciaram que as eleições não cumprem padrões democráticos.

© Foto / Twitter / @ve_cneMesa de votação para as eleições parlamentares na Venezuela
Parlamento venezuelano será plataforma para o diálogo de todas as forças, diz chancelaria russa - Sputnik Brasil
Mesa de votação para as eleições parlamentares na Venezuela

De acordo com Zakharova, a comunidade internacional, ao apoiar a Assembleia Nacional eleita legalmente, ajudaria a criar condições favoráveis ​​para o avanço do acordo político interno venezuelano.

Zakharova lembrou que os observadores internacionais, inclusive da Rússia, que participaram do acompanhamento do processo eleitoral, avaliaram positivamente os esforços das autoridades venezuelanas para organizar a votação.

"Não foram identificadas violações graves. As eleições caracterizaram-se pela introdução quase generalizada de urnas eletrônicas de alta tecnologia e a participação de uma ampla gama de forças da oposição. Em muitos aspectos, o processo eleitoral na Venezuela foi organizado de forma mais responsável e transparente do que em alguns Estados onde costumavam se apresentar como 'padrões de democracia'", completou a diplomata.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала