Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Grande quantidade de vermes 'cabeça de pá' são encontrados no estado da Geórgia (FOTO)

© Foto / Laurent CharlesVerme cabeça de martelo encontrado na França, originário da ilha francesa de Mayotte, no oceano Índico
Verme cabeça de martelo encontrado na França, originário da ilha francesa de Mayotte, no oceano Índico - Sputnik Brasil
Nos siga no
Mais de 100 vermes com cabeça de pá, também conhecidos como vermes cabeça de martelo, foram encontrados recentemente no estado, contou à CNN o agente de extensão agrícola James Murphy.

O verme parecido com uma cobra, e que pode crescer até cerca de 30 centímetros de comprimento, recebeu esse nome graças à forma de sua cabeça em meia-lua. A boca dos vermes cabeça de martelo é localizada no meio do caminho da superfície inferior de seus corpos, ao invés de estar na cabeça, notou James Murphy, agente que trabalha na Universidade da Georgia, nos Estados Unidos.

Vermes são predadores e comem principalmente minhocas. No entanto, eles também são conhecidos por "caçar outros invertebrados no solo", segundo o agente.

© Foto / Chad JohnsonVerme cabeça de martelo encontrado no estado da Geórgia.
Grande quantidade de vermes 'cabeça de pá' são encontrados no estado da Geórgia (FOTO) - Sputnik Brasil
Verme cabeça de martelo encontrado no estado da Geórgia.

De acordo com um estudo da Universidade de Utah (EUA), os vermes produzem tetrodotoxina, ou seja, a mesma neurotoxina mortal produzida pelo peixe baiacu. Porém, Murphy constatou, que em biologia de vermes a função da toxina ainda não foi bastante estudada, mas se especula que ela pode ajudar os vermes a capturar suas vítimas ou a evitar que os próprios sejam comidos. Mesmo que o verme não solte a toxina pela pele em grande quantidade, a substância é considerada perigosa.

Murphy aponta que a espécie esteve nos Estados Unidos há quase um século, associando a recente existência de tantas evidências dos vermes com o maior acesso das pessoas às câmeras, com as quais registram o animal.

"A outra razão potencial pode estar ligada à mudança climática e à migração humana", disse Murphy. "Uma vez que estes vermes são muitas vezes espalhados através do solo, é possível que um influxo de plantas exóticas em uma área, juntamente com o aumento das temperaturas, possa levar ao aumento das populações", adicionou.

Murphy não aconselha as pessoas a tocarem os vermes com as mãos. Caso for necessário, recomenda utilizar água quente ou colocá-los em toalhas de papel seco. Além do mais, o verme pode reproduzir-se a partir de cortes corporais, e essa não seria uma forma aconselhável de os matar.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала