'Lockdowns são evitáveis', diz diretor da OMS sobre 2ª onda de COVID-19 na Europa

© REUTERS / Christian HartmannRuas desertas devido ao lockdown decretado em Paris, na França, para conter segunda onda do coronavírus
Ruas desertas devido ao lockdown decretado em Paris, na França, para conter segunda onda do coronavírus - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O diretor-chefe do escritório da Organização Mundial da Saúde (OMS) na Europa, Hans Kluge, declarou nesta quinta-feira (19) que o lockdown é uma medida de último recurso para combater a pandemia da COVID-19.

De acordo com ele, as medidas de lockdown na Europa podem ser evitadas se o uso de máscaras for respeitado.

"Os lockdowns são evitáveis, mantenho minha posição de que os bloqueios são uma medida de último recurso. Se o uso da máscara atingir 95%, os bloqueios não serão necessários", disse Kluge em entrevista coletiva.

O diretor da OMS também defendeu que "as escolas primárias devem ser mantidas abertas", acrescentando que o seu fechamento "não é eficaz". De acordo com ele, as crianças e adolescentes não estão provocando a disseminação do novo coronavírus.

​Um levantamento feito pela Universidade John Hopkins, que monitora os casos de COVID-19 no mundo, registrou um novo recorde diário de mortes por coronavírus. Foram 11.274 mortes na última quarta-feira (18).

Muitos países da Europa voltaram a adotar medidas mais restritivas para controlar o avanço da pandemia da COVID-19.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала