Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

'Não podemos politizar', diz Lukashenko sobre morte de opositor

© Sputnik / Viktor Tolochko / Abrir o banco de imagensPresidente da Bielorrússia, Aleksandr Lukashenko (foto de arquivo)
Presidente da Bielorrússia, Aleksandr Lukashenko (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente da Bielorrússia Aleksandr Lukashenko disse nesta sexta-feira (13) que não tem nada a ganhar com a morte de Roman Bondarenko, um opositor do governo local.
"Não podemos politizar mortes. [...] Ninguém precisa do sacrifício da vida das pessoas. Eu não preciso, e eles não precisam", disse Lukashenko, citado pela agência de notícias Belta.

Bondarenko morreu nesta quinta-feira (12). Segundo o site bielorrusso tut.by, o opositor foi levado ferido a um hospital após brigas que eclodiram nesta quarta-feira (11), em Minsk. Segundo o mesmo site, as brigas começaram depois que pessoas usando "roupas de civis e máscara" começaram a retirar faixas da oposição em uma praça da capital da Bielorrússia.

"Fui informado ontem, quando ele ainda estava vivo. Então começaram a presumir que ele havia sido espancado. Não direi os nomes, mas começaram a insinuar que pessoas próximas do presidente seriam culpadas. Já encontraram o culpado. Ninguém precisa desse tumulto", afirmou o presidente bielorrusso.

Roman Bondarenko, que tinha 31 anos e era artista e ex-militar, virou um símbolo da oposição, que acusa a polícia de tê-lo assassinado, segundo a Reuters. Milhares de pessoas saíram às ruas de Minsk para condenar a morte do artista e homenageá-lo com flores e velas.    

© REUTERS / BelaPANMilhares de pessoas homenagearam Roman Bondarenko com velas e flores em Minsk
'Não podemos politizar', diz Lukashenko sobre morte de opositor - Sputnik Brasil
Milhares de pessoas homenagearam Roman Bondarenko com velas e flores em Minsk

Desde o dia 9 de agosto, quando Lukashenko foi anunciado vencedor das eleições presidenciais, a Bielorrússia é palco de constantes manifestações, que têm sido reprimidas pela polícia local. A oposição alega fraude nas eleições e se recusa a aceitar a reeleição de Lukashenko para o sexto mandato.

© REUTERS / Tut.ByManifestante durante protestos contra a posse de Aleksandr Lukashenko como presidente da Bielorrússia, em Minsk, 23 de setembro de 2020
'Não podemos politizar', diz Lukashenko sobre morte de opositor - Sputnik Brasil
Manifestante durante protestos contra a posse de Aleksandr Lukashenko como presidente da Bielorrússia, em Minsk, 23 de setembro de 2020
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала