Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Barcos com explosivos são destruídos perto de instalação petrolífera na Arábia Saudita

© AFP 2021 / MOHAMMED HUWAISMilitantes armados leais aos rebeldes houthis, Sanaa, Iêmen, 20 de junho de 2016
Militantes armados leais aos rebeldes houthis, Sanaa, Iêmen, 20 de junho de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Um porta-voz do Ministério de Energia da Arábia Saudita informou nesta quinta-feira (12) que dois barcos carregados com explosivos pelos rebeldes houthis do Iêmen foram destruídos perto de uma plataforma petrolífera.

O funcionário do reino saudita acrescentou que o incidente aconteceu na região de Jizã, no sudoeste do país, e que um incêndio começou logo depois das explosões.

"As chamas estão sendo extintas perto da plataforma flutuante da instalação petrolífera em Jizã, após a destruição de dois barcos controlados remotamente e lotados com explosivos enviados pelos houthis. Ninguém morreu ou ficou ferido”, disse o porta-voz à emissora Al Ekhbariya nesta quinta-feira (12).

O ministério saudita condenou o incidente e também outros ataques da milícia houthi contra instalações vitais do país.

"O reino condena este ataque covarde, assim como outros atos criminosos contra instalações vitais, que estão dirigidos não só contra o reino, mas também contra a segurança das exportações de petróleo, contra a estabilidade do fornecimento mundial de energia e a liberdade do comércio global", ressalta a nota do governo saudita.

Desde 2014, o Iêmen vive um conflito armado entre os partidários do presidente legítimo, Abd Rabbuh Mansur Hadi, e os rebeldes houthis do movimento Ansar Allah.

Em março de 2015, uma coalizão militar sunita liderada pela Arábia Saudita interveio no conflito para apoiar Hadi, que também inclui os Emirados Árabes Unidos e outros países árabes.

Em resposta aos bombardeios aéreos permanentes da coalizão contra os territórios do norte do Iêmen controlados pela milícia xiita, os rebeldes realizam ataques contra os distritos sauditas próximos da fronteira, em particular os aeroportos e a infraestrutura petrolífera.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала