Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Erdogan anuncia a participação da Turquia no controle do cessar-fogo em Nagorno-Karabakh

© AP Photo / Turkish PresidencyO presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, fala aos membros de seu partido, em Ancara, Turquia, em 13 de agosto de 2020
O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, fala aos membros de seu partido, em Ancara, Turquia, em 13 de agosto de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, em uma conversa com o líder russo, Vladimir Putin, nesta terça-feira (10), anunciou a participação da Turquia no controle do cessar-fogo em Nagorno-Karabakh.

Os líderes da Rússia, Armênia e Azerbaijão adotaram uma declaração conjunta na última segunda-feira (9) sobre um cessar-fogo na região de Nagorno-Karabakh. De acordo com o comunicado do presidente russo, Vladimir Putin, foi acordado um cessar-fogo completo na região para entrar em vigor em 10 de novembro.

Foi estabelecido também que o Azerbaijão e a Armênia deveriam cessar as hostilidades, permanecendo em suas posições atuais, além de realizar a troca de prisioneiros de guerra.

"Nosso presidente conversou por telefone com Vladimir Putin. Ele observou que o passo certo foi dado ontem à noite no caminho para um acordo estável para a situação em Nagorno-Karabakh. Erdogan disse que a Turquia realizará, junto com a Rússia, a observação e supervisão de atividades em um cessar-fogo com base em centro conjunto, que será criado na área determinada pelo Azerbaijão no território libertado da ocupação da Armênia", diz o comunicado da administração presidencial turca.

Erdogan também destacou a importância do retorno dos cidadãos do Azerbaijão, que haviam sido forçados a deixar a região de Nagorno-Karabakh.

"O presidente Erdogan enfatizou que a questão mais importante é o cumprimento da Armênia das obrigações especificadas no acordo de cessar-fogo. Segundo ele, a este respeito, o lado russo tem uma responsabilidade significativa", diz a mensagem.

Foi acrescentado também que a trégua alcançada é "uma contribuição importante que a Turquia e a Rússia deram juntas, e esta oportunidade deve ser usada para estabelecer uma paz e estabilidade justa e duradoura na região".

Posteriormente, o Kremlin divulgou um comunicado destacando a importância de se chegar a um acordo sobre um cessar-fogo completo, que possibilitou interromper o derramamento de sangue. De acordo com a nota de Moscou, as partes concordaram em uma interação mais estreita no contexto da implementação das medidas previstas na declaração dos líderes.

© Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia  / Abrir o banco de imagensSoldados da missão de paz russa embarcam em aeronave Il-76 rumo à região de Nagorno-Karabakh, Voronezh, Rússia, 10 de novembro de 2020
Erdogan anuncia a participação da Turquia no controle do cessar-fogo em Nagorno-Karabakh - Sputnik Brasil
Soldados da missão de paz russa embarcam em aeronave Il-76 rumo à região de Nagorno-Karabakh, Voronezh, Rússia, 10 de novembro de 2020

O acordo de paz sobre a região de Nagorno-Karabakh também prevê um contingente de manutenção da paz russo de 1.960 militares armados, 90 veículos blindados de transporte de pessoal e 380 unidades de equipamentos especiais.

A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, afirmou nesta terça-feira (10) que o centro conjunto com a Turquia será estabelecido no território no Azerbaijão e que não tem relação com o contingente de manutenção de paz russo.

As forças de paz russas ficarão estabelecidas em Nagorno Karabakh por cinco anos, com possibilidade de prorrogar automaticamente por períodos semelhantes, a menos que uma das partes signatárias notifique a intenção de rescindir a referida cláusula com seis meses de antecedência.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала