Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Polícia usa gás lacrimogêneo em manifestantes em protesto contra resultado eleitoral na Geórgia

© REUTERS / Irakli GedenidzeHomem gesticula para policiais em protesto em Tbilisi, na Geórgia
Homem gesticula para policiais em protesto em Tbilisi, na Geórgia - Sputnik Brasil
Nos siga no
A polícia lançou gás lacrimogêneo e canhões de água contra manifestantes que protestavam pelo resultado das eleições parlamentares na Geórgia, segundo correspondente da Sputnik presente no local. 

O ato ocorreu nos arredores capital Tbilisi. O Ministério do Interior da Geórgia defendeu o uso de canhões de água e bombas de efeito moral contra grupo que realizava protesto em frente à Comissão Eleitoral Central. Várias pessoas ficaram feridas. 

"Os manifestantes tentaram invadir o prédio e foram parados pela polícia. O uso de força bruta pelos manifestantes e seu desafio às ordens da polícia justificaram uma resposta enérgica proporcional por parte do Ministério do Interior da Geórgia", disse a pasta por meio de um comunicado.

Oposição pede novas eleições

Segundo os manifestantes, o resultado das eleições é ilegítimo. O protesto também ocorreu em frente ao Parlamento. 

Em 31 de outubro, foram realizadas eleições legislativas na Geórgia para compor 150 cadeiras da Câmara baixa. 

De acordo com os resultados da Comissão Eleitoral Central (CEC), o partido governista Sonho Georgiano teve 48,15% dos votos, ficando à frente da coalizão de oposição, chamada Unidade, que pede novo pleito. 

Apesar disso, em algumas das zonas eleitorais do país haverá segundo turno. 

Em 2019, a Geórgia viveu uma onda de protestos. Milhares de pessoas se manifestaram reivindicando uma reforma política, além da liberação de ativistas detidos e a renúncia do líder do partido no poder. 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала