Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Maduro tenta driblar sanções dos EUA convidando empresas da China a investir na Venezuela

© REUTERS / Palácio Miraflores / HandoutPresidente da Venezuela, Nicolás Maduro, realizando coletiva de imprensa virtual
Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, realizando coletiva de imprensa virtual - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, convidou todas as empresas públicas, privadas e mistas da China a investir em seu país após aprovação da Lei Antibloqueio.

"Convidamos a República Popular da China, a seus empresários, que venham através da Lei Antibloqueio e assumem posição dianteira no investimento para o desenvolvimento em termos de cooperação estreita entre ambos os países, em termos de ganhar-ganhar", afirmou Maduro durante um encontro em Caracas com empresários do país asiático.

O líder venezuelano notou que a referida lei foi criada pensando no desenvolvimento de novos mecanismos que permitam as condições institucionais, legais e operacionais para vencer todo o esquema de perseguição financeira, econômica e comercial dos EUA contra o país sul-americano.

Durante a reunião de trabalho com empresários da China, Maduro reiterou a denúncia das sanções dos EUA contra a Venezuela que foram implementadas fora do direito internacional e legalidade mundial.

"A Venezuela tem sido alvo de um ensaio macabro da elite supremacista que tem governado os EUA nos últimos anos. Perseguição financeira, comercial, energética, política contra a economia de todo um país", disse.

"Venezuela tem a força em sua cultura, em sua educação, em seus profissionais, em seus empresários e nos amigos do mundo para vencer a perseguição imperial", ressaltou.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала