Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

MP quer renúncia e fala em indenização milionária caso Flávio Bolsonaro seja condenado

© Folhapress / Fotoarena / Nayra HalmO presidente Jair Bolsonaro e o filho Flávio durante cerimônia de inauguração de obra que vai ligar a ponte Rio-Niterói com a Linha Vermelha, no Rio de Janeiro. Foto de fevereiro de 2020.
O presidente Jair Bolsonaro e o filho Flávio durante cerimônia de inauguração de obra que vai ligar a ponte Rio-Niterói com a Linha Vermelha, no Rio de Janeiro. Foto de fevereiro de 2020. - Sputnik Brasil
Nos siga no
Promotores cobram indenização de R$ 6 milhões e a manutenção da prisão de Queiroz e de sua mulher, Márcia. Acusado de praticar a chamada rachadinha, o senador Flávio Bolsonaro nega as acusações.

Em denúncia apresentada ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro nesta quarta-feira (4), o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) pediu que o senador Flávio Bolsonaro perca o cargo de senador se for condenado, com trânsito em julgado, no caso das chamadas rachadinhas.

Os promotores requerem a indenização em favor do estado do Rio no valor mínimo de R$ 6.100.091.95, pelos danos causados por crimes de peculato. A soma seria divida entre Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz e Miguel Ângelo Braga Grillo, chefe de gabinete do senador.

Os promotores pedem ainda que, caso os denunciados sejam condenados, devam ser impedidos de exercer função ou cargo público pelo prazo de oito anos, subsequentes ao cumprimento das penas.

As informações foram confirmadas pelo portal G1.

© Folhapress / Pedro LadeiraSenador Flávio Bolsonaro deixa o anexo I do Senado Federal após prestar depoimentos para procuradores do MPF em seu gabinete, em 20 de julho
MP quer renúncia e fala em indenização milionária caso Flávio Bolsonaro seja condenado - Sputnik Brasil
Senador Flávio Bolsonaro deixa o anexo I do Senado Federal após prestar depoimentos para procuradores do MPF em seu gabinete, em 20 de julho
Ainda como efeito da condenação criminal, o MPRJ pede também que seja decretada em favor do RJ a perda de bens, direitos e valores relacionados direta ou indiretamente à prática dos crimes. Um dos alvos definidos pela promotoria é o apartamento do senador, localizado na Avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), o ex-assessor Fabrício Queiroz e mais 15 investigados foram denunciados por organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e apropriação indébita no esquema das rachadinhas.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала