Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Marinha indiana volta a testar míssil antinavio demonstrando 'precisão extrema' (VÍDEO)

© AP PhotoLançamento do míssil balístico na Índia, imagem referencial
Lançamento do míssil balístico na Índia, imagem referencial  - Sputnik Brasil
Nos siga no
Em meio a tensões com a China, a Índia testou outro míssil, enquanto intensifica seu programa de testes militares. O projétil antinavio deixou o navio-alvo gravemente danificado e em chamas.

Na sexta-feira (30), um míssil KH-35 Uran foi testado a partir da INS Kora, uma corveta de mísseis guiados – e uma das cinco atualmente ativas na Marinha indiana – colidindo com o caça-minas (navio especializado na detecção e caracterização de minas) desativado INS Cannanore, na baía de Bengala, ao oeste da Índia.

Segundo postagem da Marinha da Índia no Twitter, o teste foi realizado em "alcance máximo" e o projétil demonstrou "precisão extrema", deixando o navio-alvo em chamas. A Marinha indiana compartilhou as fotos do exercício, bem como a do navio danificado, destacando a prontidão de combate da Índia em alto mar.

Míssil disparado pela corveta de mísseis guiados Kora da Marinha da Índia atinge o alvo no alcance máximo com precisão exata na baía de Bengala. Navio-alvo foi severamente danificado e ficou em chamas.

Originalmente de design soviético, o KH-35 foi adotado pelas Forças Armadas indianas em 1996.

Este foi o segundo teste de disparo anunciado publicamente de um KH-35 neste mês. Na sexta-feira passada (23), a Marinha indiana lançou um Uran do INS Prabal, em uma fragata da classe Godavari desativada no mar da Arábia.

​​Quebrando agora. Assista ao vídeo completo.
Kh-35 Uran, um míssil antinavio disparado pelo corveta de mísseis guiados INS Kora da Marinha da Índia. Atingiu o navio-alvo M68 no alcance máximo com precisão exata na baía de Bengala. Navio-alvo foi severamente danificado e ficou em chamas.

Nos últimos dois meses, a Índia realizou mais de dez testes de mísseis, incluindo míssil de cruzeiro Nirbhay, míssil estratégico supersônico terra-terra Shaurya, e míssil antitanque guiado por laser.

A Índia tem intensificado seus testes militares, principalmente de hardware de produção nacional, como parte de sua estratégia para demonstrar suas capacidades perante o aumento das tensões com a China, tanto na fronteira do Himalaia como no oceano Índico. No início deste ano, tropas de ambas as nações entraram em confronto no leste de Ladakh, causando baixas em ambos os lados, embora Pequim não tenha oficialmente comentado os números.

Índia e China encontram-se atualmente em um diálogo contínuo de natureza militar e diplomática, na esperança de chegar a uma "solução mutuamente aceitável".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала