Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Dos pacientes vacinados, 85% não apresentam efeitos colaterais à vacina russa Sputnik V

© Sputnik / RFPI e Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya / Abrir o banco de imagensFrascos da vacina Sputnik V (foto de arquivo)
Frascos da vacina Sputnik V (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
A vacina russa contra o coronavírus, Sputnik V, vem demonstrando resultados positivos após ser administrada em vários pacientes.

"Efeitos colaterais podem ser vistos em cerca de 15% dos vacinados. Portanto, os restantes 85% não apresentam efeitos colaterais e nenhuma inconveniência da vacina", segundo Aleksandr Gintsburg, diretor do Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya nesta segunda-feira (26).

A Sputnik V, desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya e produzida em conjunto com o Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo), se tornou a primeira vacina contra a COVID-19 a ser registrada mundialmente, em 11 de agosto.

Atualmente, a vacina se encontra passando por testes clínicos da terceira fase, mas ainda há de se esperar por resultados concretos e definitivos.

Desde então, as autoridades russas concederam registro para uma segunda vacina, a EpiVacCorona, que foi desenvolvida pelo Centro Estatal de Pesquisa de Virologia e Biotecnologia Vektor.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала