Rússia pode pôr fim à dependência de importações para fabricar satélites até 2025

© Sputnik / Aeksei KudenkoDiretor-geral da Roscosmos, Dmitry Rogozin (à esquerda), durante coletiva de imprensa em Moscou, 31 de julho de 2020
Diretor-geral da Roscosmos, Dmitry Rogozin (à esquerda), durante coletiva de imprensa em Moscou, 31 de julho de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Até 2025, a agência espacial russa Roscosmos pretende fornecer a substituição quase completa de importações de componentes para a construção de satélites no país, de acordo com o CEO da empresa, Dmitry Rogozin.

A informação foi dada durante discurso de Rogozin, na quarta-feira (21), em reunião presidida pelo primeiro-ministro da Rússia, Mikhail Mishustin, e publicada no site da agência espacial russa. A reunião discutiu diversas questões estratégicas envolvendo a região do Ártico.

A apresentação foi divulgada no dia em que se soube que a França se recusou a fornecer componentes para satélites para a Rússia.

© Foto / Oleg Kononenko/RoscosmosNave espacial de carga russa Progress MS-09 partindo da Estação Espacial Internacional
Rússia pode pôr fim à dependência de importações para fabricar satélites até 2025 - Sputnik Brasil
Nave espacial de carga russa Progress MS-09 partindo da Estação Espacial Internacional
"Prestamos muita atenção às questões da independência das importações na implementação das atividades espaciais. Planejamos que até 2025 garantiremos uma independência quase total neste assunto", afirma o texto do discurso de Rogozin.

Anteriormente, também foi relatado que a produção dos satélites de navegação Glonass-K2, que consistiriam inteiramente em componentes russos, começaria em 2026.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала