Debate nos EUA: Biden diz que Rússia e Irã pagarão por 'interferência' em eleições americanas

© REUTERS / POOLCandidato democrata Joe Biden durante debate com Donald Trump
Candidato democrata Joe Biden durante debate com Donald Trump - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O candidato democrata Joe Biden disse nesta quinta-feira (22), durante debate presidencial, que Rússia e Irã "pagarão um preço", caso ele seja eleito, pela suposta interferência nas eleições norte-americanas.  

Biden e o atual presidente estadunidense, o republicano Donald Trump, participaram do último debate antes das eleições, marcadas para 3 de novembro. 

"Ficou extremamente claro nesta eleição [...] que a Rússia esteve envolvida, a China até certo ponto, e agora descobrimos que o Irã está envolvido. Eles pagarão um preço se eu for eleito", disse Biden. 

O diretor de Inteligência Nacional dos Estados Unidos, John Ratcliffe, declarou na quarta-feira (21) que a Rússia obteve dados sobre eleitores americanos. O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, negou as acusações como "absolutamente infundadas". 

Durante o debate, Trump acusou Biden de receber dinheiro da Rússia, algo que seu rival negou. O democrata garantiu que nunca recebeu "nenhum centavo" de uma nação estrangeira. 

Além disso, Biden afirmou que seu filho Hunter nunca obteve recursos com a China por meio de seus negócios no exterior. 

Trump diz que evitou guerra nuclear

O ex-vice-presidente disse ainda que poderia encontrar o líder norte-coreano, Kim Jong-un, mas com a condição de que Pyongyang reduza sua capacidade nuclear.

Trump, por sua vez, defendeu sua estratégia sobre a Coreia do Norte. Ele disse que tinha uma relação de trabalho com o Kim Jong-un, a quem descreveu como "um tipo diferente de cara". 

O presidente estadunidense disse ainda que "evitou uma potencial guerra nuclear que teria deixado milhões de mortos". 
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала