Pela 1ª vez desde maio, Nova York registra mais de 2 mil casos de COVID-19

© REUTERS / Carlo AllegriThe Wall Street sign is pictured at the New York Stock exchange (NYSE) in the Manhattan borough of New York City, New York, U.S., March 9, 2020
The Wall Street sign is pictured at the New York Stock exchange (NYSE) in the Manhattan borough of New York City, New York, U.S., March 9, 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
"Embora tenhamos feito muito progresso, os números ainda não são aceitáveis", disse Andrew Cuomo, governador do estado.

O estado de Nova York registrou nesta quarta-feira (21) mais de dois mil novos casos de COVID-19 pela primeira vez desde maio. As informações foram divulgadas por Andrew Cuomo em postagem em uma rede social.

Atualização de hoje (21) sobre os números: dos 124.789 testes informados ontem (20), 2.026 deram positivo (1,62% do total). O total de hospitalizações é de 950. Infelizmente, houve sete mortes por COVID-19 ontem (20).

Dos quase 125 mil testes conduzidos em todo o estado na terça-feira (20), 1,6% foram positivos, disse o governador durante uma entrevista coletiva em Albany.

Andrew Cuomo enfatizou também a importância, como medida preventiva, da classificação por cores nas áreas do estado. A taxa de resultados positivos do último teste nas áreas chamadas de "Zona Vermelha" foi de 6,61%. Excluindo essas regiões, o índice cai para 1,42%.

O governador fez um alerta à população e disse que Nova York também precisa se concentrar no aumento de casos ao longo da fronteira com a Pensilvânia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала